Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de setembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Edição impressa de 13/09/2018. Alterada em 13/09 às 23h13min

'Não vamos perder nosso foco', diz Marcelo Lomba

Goleiro reafirmou que não ganhou nada, mas que o grupo está feliz

Goleiro reafirmou que não ganhou nada, mas que o grupo está feliz


/RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Um dos principais responsáveis pela ótima fase vivida pelo Inter e tido como um dos líderes do grupo, Marcelo Lomba foi o escolhido para a coletiva pós-treino de ontem, logo em seguida da bombástica entrevista do volante gremista Maicon, na terça-feira. E quem imaginou que o goleiro colorado iria dar sequência ao "bate-boca", se enganou. Ele tentou acalmar os ânimos e repetiu muitas vezes, fugindo da confusão, que o foco do time está todo na Chapecoense, próximo adversário.
"O Inter vem em uma caminhada boa. As instituições e as pessoas tentarão de tudo para tirar nosso foco. Mas a gente não vai perder nosso foco. O foco é a Chapecoense. Não temos outro papo, outro discurso. Virou a página. Agora, é a Chapecoense. Estamos felizes, mas não ganhamos nada. Só temos este discurso", disse.
Mesmo assim, o goleiro não conseguiu fugir totalmente do assunto levantado pelo jogador gremista, que lembrou o episódio onde os jogadores do Inter se reuniram com os gremistas após o primeiro Grenal deste ano, no Beira-Rio. "Quem estava lá na conversa, sabe o que foi falado. Foi uma conversa para ter um bom exemplo, que valoriza as famílias, as crianças, o futebol de paz. Quem estava na conversa sabe o que foi falado. Essa é a postura do Inter. O que acontece no vestiário e em campo é ali, na zona mista. Essa é a postura do Inter em todo campeonato. Trabalho, humildade e dedicação que não vai mudar", afirmou o goleiro colorado.
Ontem, o grupo se reapresentou após dois dias folga. O técnico Odair Hellmann tem um problema para resolver antes do enfrentamento com os catarinenses. Rodrigo Dourado tem uma lesão no pé direito e será avaliado diariamente para saber as reais condições do volante enfrentar a Chape na próxima segunda-feira. Caso não possa atuar, Gabriel Dias surge como opção. De resto, o grupo está todo à disposição. O Colorado volta a trabalhar na manhã de hoje.
Na Arena Condá não faltará apoio nas arquibancadas. Os 4 mil ingressos colocados à venda para os colorados se esgotaram rapidamente. A direção do Inter tentou uma remessa a mais, mas a Chapecoense negou.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia