Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de agosto de 2018.
Dia do Artista.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Edição impressa de 24/08/2018. Alterada em 23/08 às 22h23min

Sem Guerrero, mas com a torcida

Mesmo sem ter sido informado oficialmente, peruano deve ficar de fora até abril de 2019

Mesmo sem ter sido informado oficialmente, peruano deve ficar de fora até abril de 2019


/RICARDO DUARTE/INTER/JC

A manhã desta quinta-feira foi agitada para o atacante Paolo Guerrero. Começou a circular na imprensa nacional e local que a Justiça suíça teria derrubado o efeito suspensivo que permitia ao peruano jogar desde a Copa do Mundo da Rússia. Em breve comunicado nas redes sociais, o Inter garantiu estar protegido contratualmente e revelou que sequer foi informado oficialmente sobre a decisão do tribunal suíço.

A punição original por doping - deu positivo em novembro de 2017 para benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína - era de um ano, o que o deixava de fora do Mundial. No entanto, depois de um recurso na própria Fifa, a pena caiu para seis meses, terminando em maio, o que permitiu que o jogador pudesse ir à Rússia.

Em uma nova reviravolta, um recurso apresentado pela Agência Mundial Antidoping à Corte Arbitral do Esporte reverteu a decisão da Fifa e aplicou uma suspensão de 14 meses - o que deixava Guerrero novamente fora da Copa. Porém, o atleta recorreu à Justiça comum da Suíça, e conseguiu uma liminar que permitiu a ele defender o Peru na Rússia. Caso o jogador tenha que cumprir o restante dos 14 meses de suspensão, voltará a atuar apenas em abril de 2019.

Guerrero foi contratado pelo Inter após o Mundial da Rússia e nas últimas semanas trabalhava para recuperar a forma física. O peruano poderia ficar à disposição do técnico Odair Hellmann pela primeira vez no fim de semana, diante do Palmeiras, domingo, no Beira-Rio, às 16h, com previsão de casa cheia. A estimativa é de 45 mil colorados no estádio.

Antes de retornar a Porto Alegre, nesta quinta-feira, o grupo realizou um treino em um dos gramados auxiliares do Barradão, em Salvador. A atividade contou com jogadores que não participaram da vitória sobre o Bahia por 1 a 0. Zeca, que jogou alguns minutos, atuou normalmente e deve ser titular diante do Verdão. Quem também volta ao time é a dupla uruguaia Nico López e Jonatan Alvez. Basta um tropeço do São Paulo diante do Ceará, no domingo, para que, com a vitória, ou até um empate, o Colorado assuma o primeiro lugar.

O time para domingo deve ter Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado; Edenilson, Patrick, Nico López e William Pottker; Alvez. Já os paulistas podem vir a Porto Alegre com um time misto. No meio da próxima semana, o Verdão tem o duelo de volta das oitavas de final da Libertadores, contra o Cerro Porteño.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia