Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de julho de 2018.
Dia do Comerciante .

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

copa 2018

Notícia da edição impressa de 16/07/2018. Alterada em 16/07 às 01h00min

'Tenho um grupo muito jovem, mas a qualidade estava lá', afirma Deschamps

Os jogadores franceses invadiram a entrevista do técnico Didier Deschamps e deram um banho de cerveja, champagne, isotônico, refrigerantes e água no treinador. "É a terceira vez que eu troco de roupa depois do jogo e mesmo assim continuo cheirando mal", disse o treinador após a brincadeira.
Pogba, Kimpembe, Tolisso e Griezmann estavam entre os mais animados na comemoração. Os atletas invadiram a sala de entrevistas e cantaram o nome do treinador, que também já tinha sido campeão como jogador, em 1998.
"A França é a campeã do mundo, isso significa que fizemos coisas melhores do que os outros. Como vocês sabem, tenho um grupo muito jovem, mas a qualidade estava lá. Meu orgulho é como eles lidaram com a responsabilidade, nunca desistiram. Temos imperfeições, mas, hoje, fizemos tudo certo e tivemos qualidades mentais que foram decisivas para essa Copa do Mundo", avaliou Deschamps.
Aos 49 anos, Deschamps começou a carreira como técnico em 2001, no Monaco. Também treinou Juventus e Olympique de Marselha antes de assumir a seleção de seu país, em 2012. Como jogador, passou por Nantes, Olympique, Bordeaux, Juventus, Chelsea e Valencia. Pela França, foi capitão do título mundial de 1998 e ainda venceu a Eurocopa de 2000.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia