Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

vôlei

Alterada em 06/07 às 18h19min

França vence, Brasil fica em 2º e encara Rússia na semifinal da Liga das Nações

A seleção brasileira masculina de vôlei conheceu nesta sexta-feira seu adversário na semifinal da Liga das Nações, que acontece em Lille, na França. No sábado, às 11h30 (de Brasília), a equipe comandada pelo técnico Renan Dal Zotto enfrentará a Rússia. O outro duelo da competição acontecerá no mesmo dia, às 9h, entre França e Estados Unidos.
A definição dos confrontos aconteceu após os jogos desta sexta. A França garantiu a vaga e a liderança do Grupo A ao derrotar a Sérvia por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/18 e 25/17. O Brasil está na mesma chave e já havia garantido um lugar na próxima fase na véspera, ao também bater os sérvios por 3 sets a 0. Os franceses ficaram com a liderança porque na quarta-feira derrotaram o time brasileiro por 3 a 2.
No Grupo B, Rússia e Estados Unidos entraram em quadra já classificados - a Polônia, que completava a chave, estava eliminada. O confronto entre as seleções, no entanto, valia a liderança e os russos levaram a melhor, com um triunfo por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/21 e 25/21.
O Brasil é o atual vice-campeão do torneio. No ano passado, quando a competição ainda se chamava Liga Mundial, perdeu para a França na decisão por 3 sets a 2, em duelo que aconteceu na Arena da Baixada, em Curitiba.
Curiosamente, assim como em 2017, a fase final do torneio deste ano está sendo disputada em um estádio de futebol. Os franceses decidiram colocar as partidas no estádio Pierre Mauroy, que é coberto e tem capacidade para 50 mil pessoas.
O Brasil é o principal campeão do torneio, com nove títulos. A única seleção que poderia igualar o número de conquistas é a Itália, que tem oito, mas não conseguiu nem se classificar para a fase final da Liga das Nações. A Rússia tem três taças, enquanto que França e Estados Unidos têm duas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia