Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

copa 2018

Notícia da edição impressa de 06/07/2018. Alterada em 06/07 às 01h00min

Uruguai e França abrem as quartas

Escalação do atacante, que se recupera de uma lesão, é um mistério

Escalação do atacante, que se recupera de uma lesão, é um mistério


MARTIN BERNETTI/AFP/JC
Não é exagero dizer que uruguaios e franceses, que se enfrentam às 11h de sexta-feira em Nijni Novgorod, têm tudo para fazer um dos mais emocionantes jogos das quartas de final da Copa. E a expectativa é grande desde antes de a bola rolar, com todas as atenções, de um lado e de outro, voltadas a Edinson Cavani. O confronto define quem será o eventual adversário brasileiro nas semifinais, caso a seleção comandada por Tite supere a Bélgica.
Na quinta-feira, o atacante uruguaio fez o primeiro trabalho com bola desde a lesão na coxa que sentiu durante a vitória sobre Portugal, no último sábado. Ele correu em volta do gramado e, depois, trocou passes com um membro da comissão técnica.
A presença do atleta na atividade deu esperanças ao torcedor uruguaio, mas é pouco provável que ele vá a campo contra os franceses. O caderno esportivo Ovación, do jornal El País, noticiou que a comissão técnica estuda deixar o atleta no banco de reservas, como opção para a segunda etapa. Até o momento, os mais cotados para substituí-lo são o atacante Christian Stuani e o meia Cristian Rodríguez.
O técnico uruguaio Óscar Tabárez manteve o mistério sobre a presença do jogador. "Em 24 horas, saberemos quem vai estar no time titular. Eu também não sei quem vai jogar no lugar do francês que está suspenso (Matuidi), então, não vou antecipar informações", resumiu. 
Cavani foi assunto também entre os franceses, que certamente têm na lembrança as boas atuações pelo Paris Saint-Germain, atual potência do futebol local. O treinador Didier Deschamps disse que o atacante é "um dos melhores do mundo", mas acentuou que a cara da Celeste "não muda muito" em uma eventual ausência do craque. Para o lugar do suspenso Matuidi, único desfalque dos Bleus, Fékir e Tolisso são as principais opções.
O Uruguai é uma das duas únicas equipes que venceram todos os seus jogos na Copa até o momento, ao lado da Bélgica. A França, por sua vez, passou sem sustos no Grupo C, mas não tinha conseguido entregar um grande desempenho até as oitavas, quando superou a Argentina por 4 a 3, em um dos jogos mais eletrizantes do Mundial da Rússia até aqui. 
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia