Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de junho de 2018.
Dia da Liberdade de Imprensa.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Notícia da edição impressa de 07/06/2018. Alterada em 07/06 às 00h43min

Em grande jogo, Palmeiras bate o Grêmio na Arena

Arthur voltou com boa atuação, mas não conseguiu evitar a derrota

Arthur voltou com boa atuação, mas não conseguiu evitar a derrota


/Lucas Uebel/Grêmio FBPA/Divulgação/JC
O confronto mais esperado da 10ª rodada do Campeonato Brasileiro não decepcionou. Grêmio e Palmeiras fizeram uma partida cheia de alternativas e muito disputada. O resultado, porém, não foi o esperado pelos gaúchos: vitória paulista por 2 a 0.
Um jogaço. Assim foram os primeiros 45 minutos na Arena. Nem mesmo o lastimável estado do gramado foi empecilho para que as duas equipes apresentassem um futebol ofensivo, com transições defesa-ataque rápidas e com constante troca de golpes.
O Palmeiras surpreendeu e veio para cima do time de Renato Portaluppi no começo de partida. Logo aos dois minutos, William arriscou de fora da área e a bola raspou na trave esquerda de Marcelo Grohe. A partir dos 15 minutos, o Grêmio ganhou espaço no campo e passou a dominar as ações. Aos 16, Leonardo Gomes, que substituiu Léo Moura na lateral direita, finalizou de fora da área e exigiu grande defesa de Jaílson.
Com Arthur, Maicon e Luan no meio, Lima na direita e Everton na esquerda, o Grêmio buscava envolver a defesa adversária.
No lado paulista, Dudu pela esquerda, Hyoran pela direita e William pelo meio exigiam da zaga gaúcha. Aos 37 minutos, Bruno Henrique recebeu na frente da área e mandou a bomba. A bola explodiu no travessão.
O Grêmio voltou do vestiário com uma baixa: Maicon sentiu lesão e deu lugar para Jailson. Com a alteração, o Tricolor perdeu qualidade de passe e chegada na frente. Ainda assim, as duas primeiras chances de abrir o placar na etapa final foram gremistas. Aos 20 segundos, Lima chutou baixo para o goleiro palmeirense mandar para escanteio. Aos 7 minutos, Arthur, quase sem ângulo pela direita, colocou na área e a bola, caprichosamente, bateu no travessão e na trave direita.
Aos 21, veio o balde de água fria nos 28 mil torcedores que estavam no estádio. Dudu achou William dentro da área. O atacante se livrou de Kannemann e bateu forte, rápido, no canto direito de Grohe para fazer o 1 a 0.
O Palmeiras abusou das faltas para parar o time de Portaluppi e, assim, minou boa parte das tentativas ofensivas dos donos da casa. O Tricolor quase empatou aos 23, quando Everton colocou rasteiro na linha da pequena área, mas André chegou atrasado.
O Verdão segurou a pressão e deu a estocada final aos 41. William recebeu lançamento sozinho pela esquerda, avançou, e chutou para dar números finais ao placar. Ao fim, mesmo derrotado, o time gremista, com moral com as arquibancadas, saiu de campo sob gritos de "Grêmio, Grêmio".
Grêmio 0 x 2 Palmeiras
Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Jailson), Arthur (Thonny Anderson), Lima (Pepê), Luan e Everton; André. Técnico: Renato Portaluppi.
Jailson; Marcos Rocha, Luan, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique (Lucas Lima), Moisés (Jean) e Hyoran; Dudu e Willian. Técnico: Roger Machado.
Árbitro: Rafael Traci (PR)
JC
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia