Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de junho de 2018.
Dia da Liberdade de Imprensa.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

nota

Notícia da edição impressa de 07/06/2018. Alterada em 07/06 às 02h00min

Notas

Rússia 2018 - O presidente da Fifa, Gianni Infantino, alertou que partidas do Mundial poderão ser suspensas caso atos de racismo ou discriminação sejam observados nos estádios. Em um vídeo, o suíço deixou claro que os árbitros estão instruídos neste sentido.
Daniel Alves - Um dia após operar o joelho direito, o lateral recebeu alta de um hospital localizado em Paris. Ainda nesta semana, ele viajará para Barcelona, onde dará início à recuperação.
Vôlei - A seleção brasileira feminina perdeu a oportunidade de alcançar a liderança da Liga das Nações ontem. Diante dos EUA, que ocupa a ponta da tabela, as brasileiras foram derrotadas por 3 sets a 1 (25/23, 26/28, 25/21 e 25/18), na cidade chinesa de Jiangmen.
Fórmula 1 - A FIA divulgou ontem um novo modelo de capacete, a ser adotado pelas equipes a partir de 2019. Batizado de FIA 8860-2018, o modelo tem design diferente dos atuais, com um formato menos ovalado e uma viseira mais estreita.
MotoGP - Um dia após anunciar a saída de Dani Pedrosa ao final da temporada, a Honda confirmou ontem que o também espanhol Jorge Lorenzo vai reforçar a equipe a partir de 2019. O dono de três títulos na elite da motovelocidade assinou contrato de dois anos com o time japonês.
Corrupção - O Ministério Público Federal em São Paulo apresentou ontem mais uma denúncia contra o ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos Coaracy Nunes, desta vez por peculato e fraude a licitação. Entre 2011 e 2014, o dirigente teria favorecido uma agência de turismo e superfaturado passagens, hospedagens e traslados em torneios no Brasil e no exterior durante a preparação para as Olimpíadas, envolvendo mais de R$ 23 milhões.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia