Porto Alegre, terça-feira, 21 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 21 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 19h38min, 01/03/2020. Atualizada em 19h37min, 01/03/2020.

Evento começa com atenção redobrada ao coronavírus

Ações e orientações sobre prevenção ocorrerão dentro do parque

Ações e orientações sobre prevenção ocorrerão dentro do parque


MARIANA CARLESSO/JC
Com a Expodireto começando hoje, centenas de estrangeiros são esperados em Não-Me-Toque. O governo do Estado e a Cotrijal, organizadora do evento, se mobilizam para uma possível presença do coronavírus entre os visitantes.
Com a Expodireto começando hoje, centenas de estrangeiros são esperados em Não-Me-Toque. O governo do Estado e a Cotrijal, organizadora do evento, se mobilizam para uma possível presença do coronavírus entre os visitantes.
No Norte do Estado já há um caso suspeito da doença, em Passo Fundo. Dentro do parque, a estrutura do ambulatório e as equipes da área de saúde também foram treinadas para o novo cenário, conta o coordenador da Área Internacional da Expodireto, Evaldo Silva Júnior. "Temos todo um protocolo que estamos trabalhando com ações e orientações internas no parque, desde o ambulatório até questões típicas de uma feira de negócios, onde se trocam muitos apertos de mão. Aí a instrução é, além do álcool gel, lavar muitos as mãos, evitar os contatos mais próximo no cumprimento, no beijo, dos espirros. Cuidados pessoais, enfim", explica Silva.
O executivo ressalta que os visitantes não precisam e nem devem cometer exageros, como usar máscara no parque. Essa medida, diz, serve apenas no caso de pessoas que estão com sintomas de gripe, espirros e sinais associados. "A máscara evita a transmissão de quem tem para quem não tem a doença. Mas, quem não apresenta sintoma, não há razão para o uso, e nem razão para deixar de visitar a feira, claro", ressalta o coordenador.
A doença, porém, já provocou mudanças nas delegações internacionais. Primeiramente houve redução dos participantes da China - eram originalmente 30 integrantes e virão seis. Da Itália viriam em torno de 20 pessoas, comitiva agora reduzida para cerca de 10. Outros representantes de países da Europa, já com passagens compradas, também suspenderam a participação. "Com isso, claro, teremos uma queda em relação aos anos anteriores, quando visitaram a feira próximo de 500 estrangeiros vinculados ao pavilhão internacional. Mas não sabemos como ficaram aquelas comitivas organizadas diretamente pelas empresas expositoras. É uma questão também de cada organizador e do viajante, uma questão de foro íntimo, de vir ou não", pondera Silva.
De acordo com o secretário municipal da Saúde, Marco Antonio da Costa, equipes da vigilância sanitária foram treinadas para identificar suspeitas e o hospital local tem área de isolamento, se necessário. 
Comentários CORRIGIR TEXTO