Porto Alegre, segunda-feira, 22 de novembro de 2021.
Dia do Músico.
Porto Alegre,
segunda-feira, 22 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 22/11/2021 às 15h33min.

Vacina da Pfizer apresenta segurança e eficácia em pessoas de 12 a 15 anos

Os dados serão a base para uma submissão regulatória que busca a aprovação definitiva para o imunizante em pessoas de 12 a 15 anos

Os dados serão a base para uma submissão regulatória que busca a aprovação definitiva para o imunizante em pessoas de 12 a 15 anos


JAVIER TORRES / AFP/ JC
A vacina contra a Covid-19 da Pfizer mostrou forte segurança e eficácia em crianças de 12 a 15 anos em um ensaio de Fase 3, afirmou a empresa nesta segunda-feira (22) de acordo com o Wall Street Journal. Os dados do ensaio mostraram que a vacina foi 100% eficiente contra a Covid-19 em um período de sete dias após a segunda dose até mais de quatro meses depois da injeção.
A vacina contra a Covid-19 da Pfizer mostrou forte segurança e eficácia em crianças de 12 a 15 anos em um ensaio de Fase 3, afirmou a empresa nesta segunda-feira (22) de acordo com o Wall Street Journal. Os dados do ensaio mostraram que a vacina foi 100% eficiente contra a Covid-19 em um período de sete dias após a segunda dose até mais de quatro meses depois da injeção.
Os dados serão a base para uma submissão regulatória que busca a aprovação definitiva para o imunizante em pessoas de 12 a 15 anos. A vacina agora está disponível para este público nos Estados Unidos, por meio de uma autorização de uso de emergência da Administração de Alimentos e Remédios dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês).
Enquanto isso, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) afirmou que está avaliando a possibilidade de autorizar doses de reforço da vacina contra a Covid-19 de dose única da Johnson & Johnson.
Em um comunicado nesta segunda-feira, noticiado pela Associated Press, o regulador de medicamentos da União Europeia disse que estava considerando um pedido da J&J para recomendar doses de reforço da vacina para adultos com 18 anos ou mais, pelo menos dois meses após terem sido imunizados pela primeira vez.
Em meio a um surto explosivo de novas infecções por coronavírus em toda a Europa, a EMA disse que espera tomar uma decisão sobre o tema nas próximas semanas.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO