Porto Alegre, sexta-feira, 19 de novembro de 2021.
Dia da Bandeira.
Porto Alegre,
sexta-feira, 19 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 19/11/2021 às 11h47min.

Campanha Mega Vacina contra Covid-19 vai até dia 26

Governo quer ampliar aplicação da segunda e da terceira doses

Governo quer ampliar aplicação da segunda e da terceira doses


ALEX ROCHA/PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
Começa neste sábado (20) a Mega Vacina contra a Covid-19, campanha anunciada pelo Ministério da Saúde com o objetivo de incentivar a vacinação de 21 milhões de pessoas atrasadas para completar o ciclo vacinal, além de 9,3 milhões que já deveriam ter tomado a terceira dose.
Começa neste sábado (20) a Mega Vacina contra a Covid-19, campanha anunciada pelo Ministério da Saúde com o objetivo de incentivar a vacinação de 21 milhões de pessoas atrasadas para completar o ciclo vacinal, além de 9,3 milhões que já deveriam ter tomado a terceira dose.
Com o slogan Proteção pela metade não é proteção, a iniciativa tem como público-alvo toda a população com idade acima de 18 anos que tenha concluído a imunização há cinco meses. Segundo o ministério, ao todo, 158 milhões de pessoas fazem parte do público-alvo para a dose de reforço.
De 20 a 26 de novembro, postos de vacinação em todo país estarão preparados para intensificar a imunização. A campanha - veiculada em TVs, rádios, internet e outras mídias - teve início no dia 17.
Intervalo é alterado
“A partir de agora, também muda o intervalo para aplicação da dose de reforço, reduzindo de seis para cinco meses após a conclusão do ciclo vacinal. A recomendação vale para todos os imunizantes usados na campanha. Essa orientação é baseada em pesquisas científicas que apontam uma queda na resposta imune, principalmente, a partir do quinto mês após a dose dois”, informou o ministério.
Acrescentou que a mudança do intervalo de tempo faz com que mais de 100 milhões de brasileiros estejam aptos para tomar a dose de reforço, por já terem completado a imunização há pelo menos 5 meses. O ministério trabalha com a estimativa de aplicar pelo menos 12,5 milhões de doses de reforço em novembro e 2,9 milhões em dezembro.
Agência Brasil
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO