Porto Alegre, segunda-feira, 11 de outubro de 2021.
Dia Internacional do Combate à Obesidade. Feriado nos EUA: Columbus Day.
Porto Alegre,
segunda-feira, 11 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 11/10/2021 às 09h27min.

Merck pede autorização para uso emergencial de medicamento contra a Covid

A empresa diz que realiza um trabalho em várias agências pelo mundo para garantir o uso do remédio

A empresa diz que realiza um trabalho em várias agências pelo mundo para garantir o uso do remédio


KENA BETANCUR / AFP/JC
A Merck informa em comunicado nesta segunda-feira (11) que ela e a Ridgeback Biotherapeutics entraram com pedido nos Estados Unidos para que seja autorizado o uso emergencial do medicamento molnupiravir "para o tratamento de adultos em risco com Covid-19 leve a moderada". A solicitação foi feita à Administração de Comidas e Remédios (FDA, a Anvisa americana) e a empresa diz que realiza um trabalho em várias agências pelo mundo para garantir o uso do remédio nos próximos meses.
A Merck informa em comunicado nesta segunda-feira (11) que ela e a Ridgeback Biotherapeutics entraram com pedido nos Estados Unidos para que seja autorizado o uso emergencial do medicamento molnupiravir "para o tratamento de adultos em risco com Covid-19 leve a moderada". A solicitação foi feita à Administração de Comidas e Remédios (FDA, a Anvisa americana) e a empresa diz que realiza um trabalho em várias agências pelo mundo para garantir o uso do remédio nos próximos meses.
O pedido é feito a partir de resultados positivos do molnupiravir segundo análise parcial de um estudo em andamento, aponta o comunicado. Nessa análise, o medicamento reduziu o risco de hospitalização ou morte em aproximadamente 50%. Antecipando o aval para seu uso, a Merck diz que já está produzindo o medicamento e pretende garantir a elaboração do equivalente a 10 milhões de tratamentos com ele até o fim deste ano, planejando ainda manter a produção ao longo de 2022.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO