Porto Alegre, terça-feira, 21 de setembro de 2021.
Dia da Árvore. Dia do Radialista e do Fazendeiro.
Porto Alegre,
terça-feira, 21 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 15h40min, 21/09/2021.

Rio Grande do Sul avançará na vacinação de adolescentes contra a Covid-19

Chegada de novos lotes da Pfizer permitirá continuidade da imunização de jovens gaúchos

Chegada de novos lotes da Pfizer permitirá continuidade da imunização de jovens gaúchos


Cristine Rochol/PMPA/Arquivo/JC
Por decisão consolidada na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), no final da manhã desta terça-feira (21), a Secretaria Estadual da Saúde (SES) e o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/RS) pactuaram pela continuidade da vacinação de adolescentes contra a Covid-19 no Estado.
Por decisão consolidada na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), no final da manhã desta terça-feira (21), a Secretaria Estadual da Saúde (SES) e o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/RS) pactuaram pela continuidade da vacinação de adolescentes contra a Covid-19 no Estado.
Esse público será beneficiado por novas doses da vacina da Pfizer, que chegarão ao Estado nesta quarta (22), junto com lotes da AstraZeneca e Coronavac, somando mais de um milhão de imunizantes. As quantidades exatas de vacinas a serem entregues por município estão sendo definidas pela SES. "Importante destacar que só a Pfizer está autorizada para os adolescentes, e somente vacinas dessa marca estão sendo distribuídas para esse público", alerta a secretária da Saúde, Arita Bergmann.
A proposta aprovada com a representação dos municípios foi de destinar 350 mil doses dessa remessa para primeiras doses, incluindo cerca de 165 mil de vacinas da Pfizer para cobrir a totalidade da faixa dos 17 anos e 58% da faixa dos 16 anos. Essas idades podem variar de cidade para cidade, conforme o avanço da campanha e a disponibilidade de doses.
Outras 38,5 mil doses serão distribuídas para atender a campanha de reforço dos idosos que fizeram a segunda dose até 25 de março, contemplando o prazo de seis meses entre as duas. Há ainda a destinação de aproximadamente 620 mil doses para a segunda aplicação em pessoas com mais de 18 anos, somando as três fabricantes. Com isso, o Estado completa as doses necessárias para todo o público adulto vacinável no RS.
A secretária Arita destaca ainda a mudança no prazo de administração da segunda dose da Pfizer, que passou para oito semanas (56 dias) entre as doses. Esse cálculo já foi revisto para as doses que serão distribuídas nesta semana.
Por parte do Cosems/RS, o presidente Maicon Lemos reforçou o posicionamento conjunto dos municípios e Estado na defesa pelo avanço da vacinação dos adolescentes com a Pfizer. “Temos a validação da Anvisa que autoriza a imunização dessa população entre 12 e 17 anos, assim como observamos o cenário internacional onde o mesmo acontece”, considerou Maicon, que é secretário de saúde de Canoas.
Na semana passada, a continuidade da imunização de adolescentes no Estado esteve em xeque, por conta da manifestação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na quinta-feira (16), que decidiu restringir a vacinação de adolescentes apenas aos grupos prioritários (portadores de deficiência permanente, comorbidades e privados de liberdade).
Por conta dessa posição, o Cosems/RS chegou avaliar a possibilidade de suspender vacinação, a partir da chegada de novos lotes da Pfizer, mas a decisão de prosseguir com o calendário vacinal, dependendo da disponibilidade de doses, foi confirmada pela SES na sexta (17).
 Porto Alegre, a exemplo de outras capitais, também optou por manter a imunização de jovens, apesar da manifestação de Queiroga.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário