Porto Alegre, domingo, 01 de agosto de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 01 de agosto de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 22h37min, 01/08/2021. Atualizada em 22h40min, 01/08/2021.

Brasil tem média móvel de 984 mortes por Covid, mantendo ritmo de queda

No sábado, pela primeira vez desde 20 de janeiro, as mortes ficaram abaixo de mil no País

No sábado, pela primeira vez desde 20 de janeiro, as mortes ficaram abaixo de mil no País


Raul ZAMORA/ATON CHILE/AFP/JC
Com 449 novas mortes por Covid-19 notificadas neste domingo (1º), o Brasil registrou hoje média móvel de 984 óbitos em mais um dia com o indicador em queda. Nesse sábado (31 de julho), pela primeira vez desde 20 de janeiro, o índice ficou abaixo de mil no País.
Com 449 novas mortes por Covid-19 notificadas neste domingo (1º), o Brasil registrou hoje média móvel de 984 óbitos em mais um dia com o indicador em queda. Nesse sábado (31 de julho), pela primeira vez desde 20 de janeiro, o índice ficou abaixo de mil no País.
A média móvel de vítimas elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, quando há menos serviços de notificação em funcionamento.
O número de novas infecções registradas nesse sábado foi de 20.554, elevando o número de diagnósticos positivos de Covid-19 para 19.935.132 Ao todo, o Brasil contabiliza 556.886 mortes pela doença.
Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do Ministério da Saúde, 18.645.993 pessoas estão recuperadas.
O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário