Porto Alegre, sábado, 31 de julho de 2021.
Porto Alegre,
sábado, 31 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 16h53min, 31/07/2021. Atualizada em 18h19min, 31/07/2021.

Taxa de ocupação das UTIs gaúchas recua para 63,3%

Do total de 2.145 pacientes internados em unidades de tratamento intensivo no Rio Grande do Sul, 806 são portadores de Covid-19

Do total de 2.145 pacientes internados em unidades de tratamento intensivo no Rio Grande do Sul, 806 são portadores de Covid-19


Go Nakamura/Getty Images/AFP/JC
A ocupação dos leitos de UTIs nos hospitais gaúchos segue em queda e recuou para 63,3% neste sábado (31). Segundo boletim diário da Secretaria Estadual de Saúde (SES), do total de 2.145 pacientes internados em unidades de tratamento intensivo no Rio Grande do Sul, 806 são portadores de Covid-19. 
A ocupação dos leitos de UTIs nos hospitais gaúchos segue em queda e recuou para 63,3% neste sábado (31). Segundo boletim diário da Secretaria Estadual de Saúde (SES), do total de 2.145 pacientes internados em unidades de tratamento intensivo no Rio Grande do Sul, 806 são portadores de Covid-19. 
O número de pessoas em estado grave nos hospitais por conta do novo coronavírus se equivale ao início de fevereiro, quando 804 pessoas positivadas recebiam atendimento intensivo. 
Conforme o boletim do SES, a redução de contaminados em UTIs vem ocorrendo há mais de 30 dias, e dá sinais de que o avanço da vacinação contra a doença vem impactando positivamente no combate à pandemia. 
Ainda assim, o aparecimento de novos casos segue no mesmo ritmo e neste sábado foram confirmadas 4.458 pessoas positivadas para o novo coronavírus no Estado, sendo que a maioria dos registros (3.065) ocorreu em Porto Alegre.
Desde março de 2020, a Covid-19 infectou 1.367.908 indivíduos em território gaúcho. Com as últimas notificações de óbitos (45), o Estado contabiliza 33.334 vítimas fatais em decorrência da doença. São 293 mortes registradas em cada grupo de 100 mil habitantes.
Por outro lado, 1.323.974 pessoas tiveram contato com o vírus, mas conseguiram se recuperar. Outras 10.508 seguem em acompanhamento.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário