Porto Alegre, sábado, 31 de julho de 2021.
Porto Alegre,
sábado, 31 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 16h23min, 31/07/2021. Atualizada em 16h51min, 31/07/2021.

Secretário diz que governo quer implementar testagem de coronavírus em massa

A meta, diz secretário da pasta, seria de testar até 10 milhões de pessoas por mês no País

A meta, diz secretário da pasta, seria de testar até 10 milhões de pessoas por mês no País


MARIO TAMA/Getty Images/AFP/JC
O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse neste sábado (31) que a pasta pretende implementar a partir da primeira quinzena de agosto uma estratégia nacional de testagem de covid-19 com busca ativa no País. Em entrevista à CNN Brasil, Cruz afirmou que a expectativa é testar até 10 milhões de pessoas por mês no País.
O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, disse neste sábado (31) que a pasta pretende implementar a partir da primeira quinzena de agosto uma estratégia nacional de testagem de covid-19 com busca ativa no País. Em entrevista à CNN Brasil, Cruz afirmou que a expectativa é testar até 10 milhões de pessoas por mês no País.
"A ideia é que a gente monte alguns centros e possa fazer esses testes em locais de circulação de pessoas", explicou o secretário. Segundo Cruz, a iniciativa vai identificar casos positivos de covid-19 em pessoas assintomáticas, isolar esses pacientes e testar outras pessoas com quem eles tenham tido contato. Com isso, a expectativa é frear a disseminação de variantes do coronavírus como a Delta no País.
Cruz informou que a Fiocruz vai ministrar nos dias 2 e 3 de agosto uma oficina a Estados e municípios para orientar governos sobre a produção e administração do teste rápido de antígenos, usado na estratégia da busca ativa. Segundo o secretário, a instituição informou ser capaz de produzir 10 milhões de testes por mês.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário