Porto Alegre, sábado, 31 de julho de 2021.
Porto Alegre,
sábado, 31 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 15h06min, 31/07/2021. Atualizada em 15h08min, 31/07/2021.

Rio Grande do Sul recebe mais 303 mil doses de vacina contra a Covid-19

Além de 137,4 mil doses de Coronavac, o Estado recebeu 166,1mil doses da Pfizer

Além de 137,4 mil doses de Coronavac, o Estado recebeu 166,1mil doses da Pfizer


Maicon Hinrichsen - Divulgação/JC
O Rio Grande do Sul recebeu 303.540 doses de vacina contra a Covid-19 na manhã deste sábado (31). Dois aviões pousaram no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, às 9h11 e às 9h15, respectivamente, com 166.140 doses da Pfizer e 137.400 de Coronavac. O quantitativo do imunizante fabricado pelo Instituto Butantan foi menor do que o previsto (140.800) pelo Ministério da Saúde.
O Rio Grande do Sul recebeu 303.540 doses de vacina contra a Covid-19 na manhã deste sábado (31). Dois aviões pousaram no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, às 9h11 e às 9h15, respectivamente, com 166.140 doses da Pfizer e 137.400 de Coronavac. O quantitativo do imunizante fabricado pelo Instituto Butantan foi menor do que o previsto (140.800) pelo Ministério da Saúde.
Conforme o governo do Estado, o rateio e distribuição das vacinas deverão ser definidos entre gestores estaduais e municipais na próxima reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). A ideia é iniciar, a partir desta remessa, a distribuição de doses para os ajustes nas possíveis distorções entre estimativas populacionais e aplicação real das doses nos municípios. Mas isso ainda deve ser discutido.
"Trabalhamos com estimativas populacionais que, muitas vezes, não correspondem, na vida real, à população que se vacina efetivamente em cada cidade", explica a diretora do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Cynthia Molina Bastos. Segundo a gestora, a meta é seguir distribuindo as vacinas "da forma mais equânime e uniforme possível", levando em consideração, por exemplo, a maior população que municípios do Litoral recebem no verão e da Serra, no inverno.
Separados em quatro categorias, de acordo com o porte populacional, os 497 municípios gaúchos receberam doses calculadas através de uma média percentual das coberturas vacinais. Aqueles que ficaram abaixo da média, irão receberão mais doses para equalizar a diferença.
Segundo estimativa do Cevs, serão necessárias cerca de 200 mil doses, divididas entre 257 municípios gaúchos, para solucionar todas as distorções.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário