Porto Alegre, segunda-feira, 21 de junho de 2021.
Dia do Mídia. Início do Inverno.
Porto Alegre,
segunda-feira, 21 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 09h28min, 21/06/2021.

Moderna planeja expandir produção de vacina contra Covid para atender mais países

Empresa norte-americana planeja produzir 1 bilhão de doses este ano

Empresa norte-americana planeja produzir 1 bilhão de doses este ano


GUILLAUME SOUVANT / AFP/ JC
A Moderna está adicionando duas novas linhas de produção a sua fábrica de vacinas contra a Covid-19 em Norwood, nas cercanias de Boston (Massachusetts, EUA), como parte de uma estratégia para se preparar para o futuro da pandemia e ter capacidade de atender mais países. A ideia é que uma das linhas comece a funcionar até o outono dos EUA e a segunda, até o início de 2022. O projeto vai ajudar a ampliar a produção total da fábrica da Moderna em Norwood em 50%, segundo executivos da empresa.
A Moderna está adicionando duas novas linhas de produção a sua fábrica de vacinas contra a Covid-19 em Norwood, nas cercanias de Boston (Massachusetts, EUA), como parte de uma estratégia para se preparar para o futuro da pandemia e ter capacidade de atender mais países. A ideia é que uma das linhas comece a funcionar até o outono dos EUA e a segunda, até o início de 2022. O projeto vai ajudar a ampliar a produção total da fábrica da Moderna em Norwood em 50%, segundo executivos da empresa.
A empresa norte-americana de biotecnologia e parceiros também estão expandindo a capacidade de produção fora dos EUA, com o objetivo de praticamente triplicar o volume global anual de doses da vacina contra a Covid-19 para cerca de 3 bilhões em 2022. Para este ano, a meta é de 1 bilhão de doses.
"Nosso plano e esperança é que, assim que os EUA tenham doses suficientes, possamos exportar de forma a ajudar quantos países for possível no mundo inteiro", afirmou o chefe-executivo da Moderna, Stéphane Bancel.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário