Porto Alegre, quarta-feira, 19 de maio de 2021.
Dia Nacional da Defensoria Pública.
Porto Alegre,
quarta-feira, 19 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 16h13min, 19/05/2021.

Anvisa recebe pedido de uso emergencial de vacina do Laboratório CanSino

Pedido foi feito pela empresa Belcher Farmacêutica, representante do laboratório chinês no Brasil

Pedido foi feito pela empresa Belcher Farmacêutica, representante do laboratório chinês no Brasil


MARIANA ALVES/JC
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta quarta-feira (19) o pedido de autorização temporária para uso emergencial da vacina contra a Covid-19 Convidecia, do Laboratório CanSino, e afirma que a análise da documentação já foi iniciada. "No momento, está sendo feita a triagem para verificar se todas as informações para a avaliação foram devidamente apresentadas", afirmou a agência em nota.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta quarta-feira (19) o pedido de autorização temporária para uso emergencial da vacina contra a Covid-19 Convidecia, do Laboratório CanSino, e afirma que a análise da documentação já foi iniciada. "No momento, está sendo feita a triagem para verificar se todas as informações para a avaliação foram devidamente apresentadas", afirmou a agência em nota.
Segundo a Anvisa, o pedido foi feito pela empresa Belcher Farmacêutica, representante do laboratório chinês CanSino Biologics no Brasil. A agência tem sete dias úteis para se manifestar sobre o pedido caso todos os requisitos legais tenham sido cumpridos pela empresa solicitante.
O laboratório já havia realizado duas reuniões com representantes da Anvisa nos dias 8 e 15 de março deste ano. Nos encontros, foram apresentados os procedimentos necessários e as informações que a empresa deveria fornecer para que a Agência pudesse analisar o seu pedido.
O imunizante da CanSino é produzido a partir de um adenovírus humano não replicante e foi desenvolvido em parceria com a Academia de Ciências Médicas Militares da China. A vacina é oferecida em apenas uma dose.
Os ensaios clínicos da Convidecia foram desenvolvidos no Paquistão, na Rússia, no Chile, na Argentina e no México. Os dados desses estudos serão analisados pela Anvisa.

Embaixador da China

Antes da confirmação da Anvisa, a informação havia sido divulgada na conta do Twitter de Yang Wanming, o embaixador da China no Brasil. O embaixador disse que a fabricante já entrou em contato com o Ministério da Saúde e que a China está comprometida em "continuar e ampliar" a parceria com o Brasil no fornecimento de vacinas.
"A vacina Cansino, eficaz com só uma dose, está sendo aplicada na China. O laboratório chinês Cansino já entrou em contato com Ministério da Saúde brasileiro e apresentou o pedido à Anvisa para autorização de uso emergencial no Brasil. A China está comprometida em continuar e ampliar a parceria de vacinas com o Brasil".
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário