Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavirus

- Publicada em 23 de Abril de 2021 às 20:05

Hospital de Clínicas de Porto Alegre retomará cirurgias no início de maio

Estimativa do Clínicas é realizar 200 cirurgias eletivas essenciais a mais por mês

Estimativa do Clínicas é realizar 200 cirurgias eletivas essenciais a mais por mês


LUIZA PRADO/JC
As cirurgias no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) serão retomadas a partir de maio. De acordo com a instituição, a ampliação da prestação de serviço a pacientes que não tenham Covid-19 foi permitida graças à gradual queda na demanda de atendimento à pandemia nas últimas semanas. A estimativa do Clínicas é realizar 200 cirurgias eletivas essenciais a mais por mês.
As cirurgias no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) serão retomadas a partir de maio. De acordo com a instituição, a ampliação da prestação de serviço a pacientes que não tenham Covid-19 foi permitida graças à gradual queda na demanda de atendimento à pandemia nas últimas semanas. A estimativa do Clínicas é realizar 200 cirurgias eletivas essenciais a mais por mês.
Inicialmente, a retomada será exclusiva para atendimento às pessoas que já estejam na fila de espera por procedimentos. Também vai ocorrer aumento na capacidade operacional da área cirúrgica ambulatorial, proporcionando contingente maior de diagnósticos e procedimentos terapêuticos. O hospital ainda estuda com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a oferta de maior número de primeiras consultas à população.
Para retomar as atividades do bloco cirúrgico e salas de recuperação, por exemplo, é necessário reverter parte das estruturas adaptadas para os pacientes com Covid-19. Além disso, profissionais que atuaram em CTI e emergência no pico da pandemia retornarão às suas áreas, retomando a assistência à população, que foi prejudicada no momento de maior contingência.
Segundo o HCPA, a retomada dos atendimentos ocorrerá de forma gradual e progressiva, sempre atenta ao cenário epidemiológico. O hospital mantém os 105 leitos dedicados à Covid-19, e segue monitorando o cenário da pandemia para, caso necessário, realizar novos ajustes.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO