Porto Alegre, segunda-feira, 29 de março de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 29 de março de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 21h48min, 29/03/2021.

Vacinados contra a Covid-19 no Brasil chegam a 16,2 milhões, 7,68% da população

Entre os mais de 16 milhões de vacinados, 4.819.324 receberam a segunda dose

Entre os mais de 16 milhões de vacinados, 4.819.324 receberam a segunda dose


Martin BERNETTI/AFP/JC
O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta segunda-feira (29) a 16.258.743, o equivalente a 7,68% da população total. Nas últimas 24 horas, 782.738 pessoas receberam a vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.
O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta segunda-feira (29) a 16.258.743, o equivalente a 7,68% da população total. Nas últimas 24 horas, 782.738 pessoas receberam a vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.
Entre os mais de 16 milhões de vacinados, 4.819.324 receberam a segunda dose, o que representa 2,28% da população com a vacinação completa contra o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 123.964 pessoas receberam essa dose de reforço. Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, o Brasil aplicou 906.702 imunizantes nesta segunda-feira.
Em termos proporcionais, o Mato Grosso do Sul é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 10,08% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada no Mato Grosso, onde 4,56% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (4,22 milhões), seguido por Bahia (1,41 milhão) e Minas Gerais (1,23 milhão).
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO