Porto Alegre, sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Dia do Comediante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 20h59min, 26/02/2021.

Brasil registra mais 1.337 mortes por Covid-19 e estados anunciam restrições

Mais de 252 mil brasileiros já perderam a vida na pandemia

Mais de 252 mil brasileiros já perderam a vida na pandemia


CARL DE SOUZA/AFP/JC
Segundo a última atualização dos números da pandemia de Covid-19 no Brasil, 65.169 casos foram confirmados em 24 horas no país. No total, 10.455.630 pessoas já foram infectadas pela doença, que é o terceiro em número de contágios no mundo. Outros 846.821 pacientes seguem em acompanhamento médico.
Segundo a última atualização dos números da pandemia de Covid-19 no Brasil, 65.169 casos foram confirmados em 24 horas no país. No total, 10.455.630 pessoas já foram infectadas pela doença, que é o terceiro em número de contágios no mundo. Outros 846.821 pacientes seguem em acompanhamento médico.
O Ministério da Saúde relata que 1.337 óbitos foram confirmados desde a última publicação do informe. O número total de mortes é de 252.835 - 2,41% dos infectados. Mais de 9,3 milhões de pessoas se recuperaram da doença, o equivalente a 89,5% do total.
No panorama estadual, São Paulo responde por cerca de 20% do total de casos no Brasil, com 2.026.125 registros de Covid-19. Minas Gerais contabilizou 869.230 pessoas infectadas. A Bahia, em terceiro lugar no ranking de contaminação, registrou 674.384 casos.
No Rio Grande do Sul, foram mais 77 óbitos confirmados nesta sexta-feira, totalizando 12.226 vidas perdidas até agora. A partir deste sábado, todo o Estado entra em bandeira preta como forma de reduzir as contaminações e aliviar a sobrecarga no sistema de saúde
Os estados se movimentam para restringir a circulação de pessoas em meio ao avanço da Covid-19. Segundo a Fiocruz, o Brasil apresentou novo recorde de mortes diárias. O Distrito Federal, São Paulo e outras cidades e estados também estão revisando as normas de circulação e comércio para evitar o avanço da doença.
O avanço nos números da pandemia ocorrem após um ano do registro do primeiro caso.
Agência Brasil
Comentários CORRIGIR TEXTO