Porto Alegre, terça-feira, 02 de fevereiro de 2021.
Nossa Senhora dos Navegantes (feriado em Porto Alegre). Dia do Agente Fiscal.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 02 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 14h13min, 02/02/2021. Atualizada em 14h16min, 02/02/2021.

RS recebe 17 pacientes com Covid-19 provenientes de Manaus

Equipe recepcionou 14 homens e três mulheres, com idades entre 33 e 70 anos

Equipe recepcionou 14 homens e três mulheres, com idades entre 33 e 70 anos


Itamar Aguiar Palácio Piratini
O Rio Grande do Sul recebeu, na noite dessa segunda-feira (1), 17 pacientes vindos de Manaus para receber atendimento para Covid-19 em leitos clínicos. Nove pessoas foram levadas ao Hospital Universitário de Canoas e oito encaminhadas ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre. Caso algum paciente tenha o seu quadro piorado e precise de atendimento em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), poderá ser encaminhado ao Hospital de Clínicas. São 14 homens e três mulheres, com idades entre 33 e 70 anos.
O Rio Grande do Sul recebeu, na noite dessa segunda-feira (1), 17 pacientes vindos de Manaus para receber atendimento para Covid-19 em leitos clínicos. Nove pessoas foram levadas ao Hospital Universitário de Canoas e oito encaminhadas ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre. Caso algum paciente tenha o seu quadro piorado e precise de atendimento em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), poderá ser encaminhado ao Hospital de Clínicas. São 14 homens e três mulheres, com idades entre 33 e 70 anos.
Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) trouxe os manauaras ao Estado, e uma frota de ambulâncias de suporte avançado e de suporte básico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encaminhou os pacientes para os hospitais, com escolta da Brigada Militar. Eles passaram por uma nova triagem ao pousar e foram imediatamente destinados para uma área isolada em cada um dos hospitais, inclusive de outros pacientes Covid-19, por medidas de biossegurança.
A secretária da Saúde, Arita Bergmann, agradeceu a todos os envolvidos no processo de acolhimento aos pacientes de Manaus. “Juntos conseguimos oferecer assistência de qualidade aos amazonenzes. Equipes do Samu, dirigentes e trabalhadores dos hospitais, empresas privadas de transporte pré-hospitalar, prefeitos e demais pessoas que estão fazendo isto acontecer. Formamos uma valiosa parceria. O Rio Grande do Sul é solidário”, afirmou.
O diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade, acrescenta que essa é a pior pandemia dos últimos cem anos e, portanto, ninguém pode ficar despreocupado. “Nós, no Rio Grande do Sul, estamos em um cenário um pouco mais favorável, comparado a outros estados. Os pacientes de Rondônia e Manaus não impactam em absoluto a ocupação dos hospitais gaúchos, temos muitos leitos clínicos disponíveis”, assegura Elsade.
A variante do vírus causador da Covid-19 que circula pelos estados do Norte já foi notificada no Rio Grande do Sul, ressalta o diretor. “Não há como conter a entrada desta cepa do vírus, mas o menor risco que corremos é pela chegada destes pacientes. Eles vêm absolutamente isolados, toda a equipe de bordo paramentada e seguindo normas rígidas”, frisa.
Para essa terça-feira (2), é prevista a chegada de outro voo a Santa Maria com 18 pacientes que serão encaminhados para o Hospital Regional. O Hospital Universitário ficará na retaguarda logística, caso sejam necessários leitos de UTI. A prefeitura de Santa Maria também dará apoio à operação.
Pacientes de Rondônia
O Estado já recebeu, desde o último dia 27, 18 pacientes oriundos de Porto Velho, em Rondônia. Eles foram alocados nos hospitais de Clínicas, Nossa Senhora da Conceição e Vila Nova, na Capital. Destes, cinco já receberam alta hospitalar e voltaram para casa.
O Rio Grande do Sul conta com mais de 5 mil leitos clínicos para atender a pacientes com menor gravidade, e a taxa de ocupação nesse segmento, nesta segunda-feira, era de 21,7%. A disponibilidade de leitos permitiu ao governo, com a colaboração de hospitais públicos e privados e prefeituras, receber pacientes de Rondônia e Manaus, locais que apresentam colapso no sistema de saúde pública. A chegada dos pacientes de fora do Estado não impacta no cálculo das bandeiras do modelo de Distanciamento Controlado nas regiões de Porto Alegre, Canoas e Santa Maria.
O pedido de transferência de pacientes de Manaus, encaminhado pelo Ministério da Saúde, foi aceito pela Secretaria da Saúde, com aval do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems).
Comentários CORRIGIR TEXTO