Porto Alegre, quarta-feira, 27 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 27 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 19h19min, 27/01/2021.

Imunização contra a Covid-19 no RS já chegou a 109 mil pessoas

De segunda para terça foram16 mil vacinados dos grupos prioritários no RS

De segunda para terça foram16 mil vacinados dos grupos prioritários no RS


CRISTINE ROCHOL/PMPA/JC
Mais de 109 mil pessoas dos grupos prioritários já foram vacinadas contra a Covid-19 no Rio Grande do Sul. Segundo o painel da Secretaria Estadual da Saúde (SES) que monitora a imunização do Estado, cerca de 16 mil gaúchos receberam a primeira dose ao longo desta desta quarta-feira (27).
Mais de 109 mil pessoas dos grupos prioritários já foram vacinadas contra a Covid-19 no Rio Grande do Sul. Segundo o painel da Secretaria Estadual da Saúde (SES) que monitora a imunização do Estado, cerca de 16 mil gaúchos receberam a primeira dose ao longo desta desta quarta-feira (27).
Em todo o País, 1,1milhão de pessoas já receberam a primeira dose dos imunizantes contra o coronavírus.
Dos imunizados no RS, 78 mil são profissionais da Saúde, 25 mil idosos em instituições de longa permanência, 5,8 mil indígenas e 800 portadores de deficiências.
Até o momento, o Estado recebeu 511,2 mil imunizantes para aplicação em primeira e segunda doses na população, e 282 mil ampolas já foram distribuídas a todas as regiões. As vacinas que chegaram em solo gaúcho são a chinesa Coronavac, produzida no Instituto Butantan, e a Oxford/AstraZeneca, vinda da Índia.
Em Porto Alegre, foram mais de 4 mil pessoas imunizadas durante o dia, chegando a 28,4 mil vacinados na cidade, o que representa 28% do público-alvo. Desse total, 11 mil foram idosos, pessoas com deficiência institucionalizados e idosos acamados (67,4% do público), 16,9 mil profissionais da Saúde (20,6%) e 325 indígenas e quilombolas (15%). Os dados são divulgados diariamente no painel de monitoramento da vacinação.
Pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, seguido pelos governos estadual e municipal, os primeiros vacinados pertencem aos grupos prioritários, que englobam profissionais de saúde, indígenas, quilombolas, idosos institucionalizados e acamados, e pessoas com deficiência institucionalizadas.
Comentários CORRIGIR TEXTO