Porto Alegre, terça-feira, 08 de dezembro de 2020.
Dia da Família.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 08 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 17h54min, 08/12/2020. Atualizada em 19h11min, 08/12/2020.

Rio Grande do Sul chega a 354.683 casos de Covid-19 e 7.316 mortes

SES registrou 4.347 novos casos da doença nas últimas 24 horas

SES registrou 4.347 novos casos da doença nas últimas 24 horas


JOYCE ROCHA/JC
Os números da Covid-19 seguem em ritmo alarmante no Rio Grande do Sul. Mais 81 óbitos de gaúchos foram confirmados nesta terça-feira (8), passando de 7,3 mil mortes desde o início da pandemia, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). São 7.316 vidas perdidas ao todo. 
Os números da Covid-19 seguem em ritmo alarmante no Rio Grande do Sul. Mais 81 óbitos de gaúchos foram confirmados nesta terça-feira (8), passando de 7,3 mil mortes desde o início da pandemia, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). São 7.316 vidas perdidas ao todo. 
Também foram registados 4.347 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas, elevando para 354.683 o total de contaminados pela doença no Estado. Desses, 327.381 já estão curados, representando 92% dos casos.
O número de internações no Rio Grande do Sul se aproxima das 2,2 mil, acendendo um alerta no sistema de saúde. A taxa de ocupação dos leitos de UTI no Estado está em 81,8%, com 2.090 pacientes em 2.554 leitos de UTI. Nas últimas três semanas, as hospitalizações nas UTIs do Estado aumentaram 31,2%.
Na Capital, seis hospitais estão com restrição de atendimento devido à alta procura em meio à pandemia. Nesta terça, o Hospital Divina Providência anunciou restrições a pacientes. O Hospital Moinhos de VentoMãe de Deus, Hospital Conceição e Hospital de Clínicas já haviam fechado a emergência e não estão recebendo mais casos de Covid-19. O Hospital Ernesto Dornelles completa a lista de emergências restritas na Capital.
Devido a piora do cenário da crise sanitária, o governador Eduardo Leite anunciou novas regras e restrições de isolamento social, como limitação de horário de funcionamento de bares, restaurantes e comércio.
Comentários CORRIGIR TEXTO