Porto Alegre, sexta-feira, 04 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 04 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 12h09min, 04/09/2020. Atualizada em 12h35min, 04/09/2020.

Laboratório da Furg suspende testes para Covid-19 por falta de insumos

Universidade diz que aguarda o repasse dos kits por parte do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen)

Universidade diz que aguarda o repasse dos kits por parte do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen)


EBSERH/Divulgação/JC
A região Sul do Rio Grande do Sul está desfalcada nas ações de combate à pandemia do novo coronavírus. Isso porque o Laboratório de Apoio Diagnóstico em Infectologia (Ladi) do Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg) teve que suspender o processamento de testes para Covid-19. A decisão foi tomada devido à falta de repasse de kits de extração, que servem para extrair o material genético do vírus.
A região Sul do Rio Grande do Sul está desfalcada nas ações de combate à pandemia do novo coronavírus. Isso porque o Laboratório de Apoio Diagnóstico em Infectologia (Ladi) do Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg) teve que suspender o processamento de testes para Covid-19. A decisão foi tomada devido à falta de repasse de kits de extração, que servem para extrair o material genético do vírus.
O laboratório é referência para o processamento de amostras de casos suspeitos de Síndrome Gripal, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e de óbitos SRAG de 21 municípios da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde do Estado.
Conforme a Furg, até o momento, todos os kits de extração utilizados haviam sido adquiridos com recursos da própria universidade, por intermédio de um fundo de contingência junto à Fundação de Apoio ao Hospital de Ensino do Rio Grande (FAHERG). Estes recursos, porém, se esgotaram.
“O Ladi, neste momento, aguarda o repasse dos kits por parte do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen), já que o HU-Furg faz parte da rede de apoio ao Lacen”, afirma a universidade, em nota.
Desde sua inauguração, em 9 de junho de 2020, o Ladi já processou mais de 3 mil testes para identificação do novo coronavírus (tipo RT-PCR). Com o início do processamento no laboratório, as respostas dos testes para Covid-19 na região passaram a ser disponibilizados em até 48 horas.
“Até que o laboratório possa voltar a operar, os testes serão encaminhados para processamento no Lacen em Porto Alegre, o que provavelmente levará a um aumento no tempo de resposta, que deve incluir também o deslocamento das amostras, observa a Furg.
A universidade afirma que o laboratório retornará suas atividades de processamento de testes RT-PCR tão logo ocorrer o repasse dos insumos necessários para realizar o processamento das amostras.
O que diz a Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS):
O laboratório da Furg faz parte da Rede Nacional de Laboratórios do HIV/Hepatites. Eles recebem insumos direto do Ministério da Saúde. O Lacen/RS trabalha com um processo de extração diferente do utilizado nessa rede, utilizando insumos comprados pela SES, que são incompatíveis com o equipamento deles e não haveria a possibilidade de repasse pelo Estado.
Comentários CORRIGIR TEXTO