Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Remédios

Alterada em 14h37min, 19/07/2020.

Bolsonaro posta vídeo sobre importação de medicamentos do Uruguai

Produtos são destinados para pacientes internados em UTIs no RS e em SC

Produtos são destinados para pacientes internados em UTIs no RS e em SC


EXÉRCITO BRASILEIRO/DIVULGAÇÃO/JC
O presidente Jair Bolsonaro postou, na manhã deste domingo(19), vídeo produzido pelo Exército Brasileiro sobre a importação de sedativos, analgésicos e neurobloqueadores do Uruguai para pacientes internados em unidades de tratamento intensivo (UTI) em hospitais do Rio Grande do Sul (RS) e de Santa Catarina (SC).
O presidente Jair Bolsonaro postou, na manhã deste domingo(19), vídeo produzido pelo Exército Brasileiro sobre a importação de sedativos, analgésicos e neurobloqueadores do Uruguai para pacientes internados em unidades de tratamento intensivo (UTI) em hospitais do Rio Grande do Sul (RS) e de Santa Catarina (SC).
A aquisição foi feita na última sexta-feira (16). Conforme o vídeo "os medicamentos são indispensáveis para pacientes que estão em tratamento em UTI, a maioria em decorrência da covid-19."
Segundo escreveu o presidente Bolsonaro nopost,"há mais de uma semana muitos hospitais do RS e de SC estavam sem analgésicos e sedativos, extremamente necessários quando se usam os respiradores. O general Pazuello, ministro interino da Saúde, entrou em negociação com o governo do Uruguai e resolveu rapidamente o problema."
Nota do Ministério da Saúde informa que foram adquiridas, "em parceria com empresas uruguaias, 54.867 unidades de medicamentos usados no auxílio da intubação de pacientes em UTI, que se encontram em estado grave ou gravíssimo pela covid-19. O reforço foi entreguesexta-feira (17)às secretarias de Saúde do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que estão com os estoques baixos dos medicamentos. São 48.867 unidades de Propofol, 5mil de Priaxim e mil unidades de dexmedetomidina. A aquisição custou ao Ministério da Saúde US$ 298,5 mil."
Três batalhões do Exército atuaram na operação desde o município Jaguarão, na fronteira gaúcha com o Uruguai, para a recepção do medicamento, desembaraço alfandegário e redistribuiçãoaté a cidade de Santa Rita, na região metropolitana de Porto Alegre, e Florianópolis. Os medicamentos precisaram ser transportados a temperaturas de 2 a 8 graus Celsius.
Estatísticas do Ministério da Saúde informam que nesse sábado (18), no Rio Grande Sul, foram registrados 137 casos novos de covid-19 e 63 óbitos por causa da doença. No total, o estado acumula 46,8 mil casos de infecção pelo novo coronavírus e 1.229 óbitos. Em Santa Catarina, tambémontemforam registrados 982 casos novos de contaminação e 16 mortes. No total, o estado acumula 52,5 mil casos de covid-19 e 662 mortes por causa da doença.
No Uruguai, segundo o Ministério da Saúde Pública, atéontemforam registradas 33 mortes e 1.044 casos de covid-19.
Para garantir o funcionamento dosleitos, o Ministério da Saúdejá repassou R$ 1,5 bilhão para estados e municípios arcarem com os custos que envolvem o tratamento nas UTIs.
Comentários CORRIGIR TEXTO