Porto Alegre, quarta-feira, 24 de junho de 2020.
Dia da Indústria Gráfica.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 24 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

24/06/2020 - 19h34min. Alterada em 24/06 às 20h19min

RS atinge marca de 500 mortes pelo novo coronavírus

Mulher de 108 anos está entre as mortes divulgadas; Porto Alegre teve mais cinco óbitos

Mulher de 108 anos está entre as mortes divulgadas; Porto Alegre teve mais cinco óbitos


Camila Surian/Arte/JC
O Rio Grande do Sul atingiu a marca de 500 mortes pelo novo coronavírus nesta quarta-feira (24). Foram 23 óbitos confirmados pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), sendo 12 da Região Metropolitana, que teve parte das cidades, como Porto Alegre, Canoas, Viamão, Cachoeirinha e Guaíba, passando à bandeira vermelha do distanciamento controlado para a pandemia, que fecha comércio e outros setores
O Rio Grande do Sul atingiu a marca de 500 mortes pelo novo coronavírus nesta quarta-feira (24). Foram 23 óbitos confirmados pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), sendo 12 da Região Metropolitana, que teve parte das cidades, como Porto Alegre, Canoas, Viamão, Cachoeirinha e Guaíba, passando à bandeira vermelha do distanciamento controlado para a pandemia, que fecha comércio e outros setores
As notificações de pessoas com teste positivo para Covid-19 chegam a quase 23 mil, depois de quase quatro meses do primeiro teste positivo em 29 de fevereiro, segundo a SES. O primeiro caso confirmado foi noticiado em 10 de março e foi de um empresario de Campo Bom.
Até agora, pouco mais de 17,5 mil residentes no Estado se recuperaram, o que representa 80% dos casos infectados. O novo coronavírus já chegou a 383 municípios gaúchos. Pouco mais de cem ainda não tiveram nenhum caso. O Estado tem 497 localidades. 
Entre as novas vítimas fatais da pandemia, está uma mulher que tinha 108 anos e residia em Santo Ângelo nas Missões. A cidade teve mais duas mortes confirmadas nesta quarta. 
A Capital liderou em confirmação de mortes, chegando. a cinco até o começo da noite, o que eleva as perdas de vidas para complicações da doença a 73 casos. Com estes dados, possivelmente o placar estadual já ultrapasse as cinco centenas de mortes. Também tiveram mais de um óbitos Alvorada, Bento Gonçalves, Canoas e Guaíba. 
Nesta quarta, a SES informou mais 1,1 mil novos casos. O volume se deve ao ingresso de mais de 260 infectados em Porto Alegre. A diferença de dados do painel estadual em relação aos registros da capital, que tem mais de 3 mil casos, deve-se ao lançamento no sistema nacional do SUS pela Capital, que antes alimenta o seu sistema próprio. O painel Covid-19 que o Jornal do Comércio atualiza diariamente faz a apuração com base nos dados da SES e da Secretaria da Saúde de Porto Alegre.  

Leite apela para que população tome cuidados

O governador Eduardo Leite se manifestou, por nota, sobre a chegada aos 500 óbitos. "Mantenho o sentimento de dor e tristeza que tive na primeira morte por Covid-19: todas as vidas importam", destacou Leite, que reforçou o apelo para os cuidados. 
"Ainda não sabemos como a pandemia vai se comportar, até quando teremos de adotar restrições. Então, reforçamos o pedido a todos para que mantenham o cumprimento aos protocolos e redobrem os cuidados", apelou o governador.
Esta semana o governo estadual confirmou as áreas com restrições de risco mais elevado e que atingiram Porto Alegre, cidades vizinhas, e Litoral Norte. O motivo é o crescente número de internações em UTIs de pessoas infectadas e projeção de esgotamento de vagas, caso o ritmo de novos doentes com necessidade de leitos críticos (UTIs) não reduza.
A Capital registra 106 internações de casos confirmados de Covid-19 e mais 38 suspeitos (36 adultos e duas crianças). Com isso, chega-se a 144 casos. A ocupação total de pacientes de todas as enfermidades chega a 80%. Considerando os leitos específicos para o novo coronavírus, a ocupação é de 82% das vagas.
O Hospital de Clínicas (HCPA) tem o maior número de pacientes em sua UTI exclusiva para a pandemia - são 42 confirmados e oito suspeitos, indicando ocupação de 90% dos 56 leitos. O HCPA abriu mais 10 vagas nos últimos dias e vai agregar outros dez até o fim de semana. A unidade, no novo anexo do hospital, é projetada para ter até 105 leitos de terapia intensiva.     
Comentários