Porto Alegre, quarta-feira, 17 de junho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 17 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Comando Militar do Sul

Alterada em 17/06 às 18h53min

Assembleia e MP pedem Exército nas ruas para ajudar no combate ao coronavírus

Instituições creem que militares podem ajudar na conscientização por cuidados de higiene e distanciamento social

Instituições creem que militares podem ajudar na conscientização por cuidados de higiene e distanciamento social


Joel Vargas/ALRS/Divulgação/JC
O comandante militar do Sul, general Valério Stumpf Trindade, recebeu, na tarde desta quarta-feira (17), a visita do presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP), e do procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen.
O comandante militar do Sul, general Valério Stumpf Trindade, recebeu, na tarde desta quarta-feira (17), a visita do presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP), e do procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen.
Ambos apresentaram ao militar a ideia de que o Exército leve seu contigente às ruas dos municípios do Estado para conscientizar a população sobre a necessidade da prevenção ao contágio pelo coronavírus, redobrando os cuidados básicos relacionados à doença, como o uso de máscaras, higienização das mãos e distância de aglomerações.
Para tal, os chefes da Assembleia e do Ministério Público (MP) sugerem uma cooperação entre as três instituições, contando com a “capilaridade para essa mobilização” de parte dos 50 mil homens que o Comando Militar do Sul (CMS) tem na região Sul, segundo Polo.
De acordo com o parlamentar, a ideia é levar a proposta a outros Poderes e instituições do Estado, além da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), para ampliar a ação, contando com o aval dos prefeitos gaúchos.
Comentários