Porto Alegre, sexta-feira, 16 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 16 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SLIDARIEDADE

- Publicada em 18h25min, 21/05/2020. Atualizada em 18h25min, 21/05/2020.

CMPC doará 1 milhão de máscaras de proteção ao governo gaúcho

Máscaras serão entregues ao longo de três meses para ajudar no enfrentamento à Covid-19

Máscaras serão entregues ao longo de três meses para ajudar no enfrentamento à Covid-19


FELIPE DALLA VALLE/PALACIO PIRATINI//DIVULGAÇÃO/JC
Com a entrega simbólica de caixas de máscaras para proteção individual ao governo do Estado, nesta quinta-feira (21), a CMPC firmou o compromisso de doar 1 milhão de máscaras para uso no enfrentamento à Covid-19 no Rio Grande do Sul. Serão 900 mil unidades, 300 mil a cada mês, além de um primeiro lote de 100 mil máscaras já doado para serviços públicos de saúde das cidades em que a empresa mantém operações.
Com a entrega simbólica de caixas de máscaras para proteção individual ao governo do Estado, nesta quinta-feira (21), a CMPC firmou o compromisso de doar 1 milhão de máscaras para uso no enfrentamento à Covid-19 no Rio Grande do Sul. Serão 900 mil unidades, 300 mil a cada mês, além de um primeiro lote de 100 mil máscaras já doado para serviços públicos de saúde das cidades em que a empresa mantém operações.
"A doação é significativa não só pelo gesto em si, mas porque sinaliza que não estamos sozinhos, que há mais pessoas fazendo sua parte. Há um engajamento corporativo e solidário, e esse sentimento de participação é importante, reforça a certeza de que vamos passar por esse momento difícil", disse o governador Eduardo Leite.
A empresa vem atuando no combate à pandemia e já investiu cerca de R$ 5 milhões na compra de duas máquinas para produção de máscaras cirúrgicas, capazes de fabricar entre 60 e 80 máscaras por minuto, totalizando 1,5 milhão por mês.  A CMPC decidiu produzir o material de proteção por conta própria, devido à dificuldade de adquirir os equipmentos de proteção para seus funcionários.
Em parceria com outras empresas gaúchas e com o Instituto Cultural Floresta (ICF), milhares de equipamentos para o enfrentamento da situação estão sendo adquiridos pelo Executivo, como máscaras cirúrgicas, respiradores, equipamentos de proteção individual (EPIs), álcool em gel e cestas básicas.
Comentários CORRIGIR TEXTO