Porto Alegre, segunda-feira, 18 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 18 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Solidariedade

18/05/2020 - 10h40min. Alterada em 18/05 às 10h50min

Conab começa a distribuir cestas básicas para comunidades indígenas do RS

Serão contempladas 13.347 famílias indígenas em 47 municípios gaúchos

Serão contempladas 13.347 famílias indígenas em 47 municípios gaúchos


DAVID ALVEZ/ PALÁCIO PIRATINI/DIVULGAÇÃO/JC
As comunidades indígenas da região de Ronda Alta, no Norte do Rio Grande do Sul, começam a receber nesta segunda-feira (18) as cestas de alimentos doadas pelo governo federal para grupos em situação de vulnerabilidade social. No total, serão contempladas 13.347 famílias indígenas em 47 municípios gaúchos.
As comunidades indígenas da região de Ronda Alta, no Norte do Rio Grande do Sul, começam a receber nesta segunda-feira (18) as cestas de alimentos doadas pelo governo federal para grupos em situação de vulnerabilidade social. No total, serão contempladas 13.347 famílias indígenas em 47 municípios gaúchos.
O trabalho de montagem e distribuição das cestas básicas é coordenado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A doação dos alimentos faz parte da ação emergencial do governo federal para apoiar as famílias durante a pandemia do coronavírus.
No Rio Grande do Sul, serão doadas 26.694 cestas, totalizando mais de 587 toneladas de alimentos. Ainda nesta semana, os produtos serão entregues na região de Nonoai. Na sequência, serão contempladas as comunidades das regiões de Passo Fundo, Iraí, Miraguaí, Porto Alegre e demais áreas do Estado. Cada família vai receber duas cestas.
A distribuição será feita nos caminhões da Conab, juntamente com a Funai, que fará a entrega nas aldeias seguindo rigorosos critérios de higienização dos produtos para prevenir o contágio da Covid-19 entre as populações indígenas. Cada cesta é formada por 22 kg de alimentos, incluindo arroz, feijão, macarrão, farinha de trigo, farinha de milho, óleo de soja, açúcar e leite em pó.
A Conab atua em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e a Fundação Cultural Palmares (FCP). A unidade armazenadora da Conab em Canoas já recebeu todos os produtos adquiridos via leilão e trabalha na montagem das cestas.
Comentários