Porto Alegre, sexta-feira, 10 de abril de 2020.
Dia da Engenharia.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, sexta-feira, 10 de abril de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Varejo

10/04/2020 - 08h20min. Alterada em 10/04 às 08h29min

Porto Alegre abre comércio e serviços de reparo e manutenção

Ficam permitidas lojas de venda e serviços para aparelhos telefônicos e chips de telefonia móvel

Ficam permitidas lojas de venda e serviços para aparelhos telefônicos e chips de telefonia móvel


Karolina Grabowska via Pixabay/Divulgação/JC
Estabelecimentos de comércio e serviços relacionados a reparos, assistência técnica e manutenção foram incluídos entre os que estão autorizados a funcionar durante o período de isolamento social em Porto Alegre. A determinação está expressa no Decreto nº 20.541, publicado na edição extra do Diário Oficial do Município (Dopa) de quinta-feira (9). O texto traz mais uma atualização das normas para conter a transmissão do coronavírus na Capital.
Estabelecimentos de comércio e serviços relacionados a reparos, assistência técnica e manutenção foram incluídos entre os que estão autorizados a funcionar durante o período de isolamento social em Porto Alegre. A determinação está expressa no Decreto nº 20.541, publicado na edição extra do Diário Oficial do Município (Dopa) de quinta-feira (9). O texto traz mais uma atualização das normas para conter a transmissão do coronavírus na Capital.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
Com a alteração, ficam permitidas lojas de venda e serviços para aparelhos telefônicos e chips de telefonia móvel, equipamentos de comunicação e de rádio de transmissão-recepção. Esses estabelecimentos deverão trabalhar com equipes reduzidas, restrição no atendimento simultâneo (proporção de um cliente para cada funcionário) e sem formação de filas internas ou externas.
Também ficam liberados para abrir as portas os serviços de manutenção e assistência técnica de máquinas, equipamentos, eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos de uso doméstico e de equipamentos de informática, computadores e redes de internet. Conserto e fabricação de chaves, serviço de autossocorro com uso de guincho ou reboque e locação de veículos e de geradores de energia também entram para a lista.
O decreto amplia, ainda, o período de aplicação da regra de renovação automática aos alvarás sanitários e de funcionamento de competência municipal. Todas as licenças que vencerem até o dia 20 de junho de 2020 terão sua validade estendida por três meses.
Para o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), a atualização visa dar mais segurança jurídica às empresas e garantir o funcionamento de atividades consideradas fundamentais à população ou que deem suporte para manter serviços essenciais da cidade ativos. “É um incentivo para as pessoas ficarem em casa, com toda a assistência necessária para trabalhar, estudar ou realizar atividades domésticas”, frisa.