Porto Alegre, sábado, 17 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 17 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Solidariedade

- Publicada em 08h52min, 01/04/2020. Atualizada em 17h42min, 03/04/2020.

Cursos do IFRS em Erechim promovem campanha para confecção de batas hospitalares

Ação solidária em Erechim confecciona batas hospitalares para combater a epidemia

Ação solidária em Erechim confecciona batas hospitalares para combater a epidemia


IFRS Campus Erechim Divulgação JC
Roberta Mello
Cientes da dificuldade que hospitais estão enfrentando para conseguir equipamentos de proteção individual (EPIs), professores e técnicos do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) da área de moda e vestuário de Erechim criaram a “Costure em Casa”. A ação vai confeccionar batas hospitalares e destinar de forma gratuita para a Fundação Hospitalar Santa Terezinha.
Cientes da dificuldade que hospitais estão enfrentando para conseguir equipamentos de proteção individual (EPIs), professores e técnicos do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) da área de moda e vestuário de Erechim criaram a “Costure em Casa”. A ação vai confeccionar batas hospitalares e destinar de forma gratuita para a Fundação Hospitalar Santa Terezinha.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
A iniciativa foi lançada no último domingo (29) e em 24 horas reuniu 50 pessoas da comunidade dispostas a ajudar, dentre elas ex-alunos da instituição. Cada voluntário receberá em sua casa uma peça-piloto, a ficha-técnica e os componentes cortados para a confecção de dez batas. 
Os cortes e as instruções para a confecção foram feitas pelo corpo docente do curso superior de Tecnologia em Design de Moda e dos cursos técnicos em Modelagem do Vestuário e em Produção de Moda. Depois de prontas, as peças serão recolhidas e entregues no hospital. 
Na terça-feira (31), as primeiras 138 batas foram cortadas, no Centro Tecnológico APL - Polo Vest de Erechim. Duas funcionárias da indústria de confecções Ousadia trabalham na costura das peças-pilotos.
A professora Raquel de Campos, coordenadora da iniciativa, explica que o maior problema para a produção dos EPIs têxteis está em encontrar o TNT (tecido não tecido) correto para a confecção dos têxteis hospitalares. Esses materiais possuem certas normas e propriedades para a proteção dos profissionais de saúde. Ela observa que "não se trata do mesmo TNT utilizado em artesanatos, pois o tecido para as vestimentas deve ter determinação da filtração bacteriológica, deve ser hidrofóbico, bem como ter gramatura específica para inibir a proliferação de bactérias e criar barreiras contra o vírus".
Desta vez, a própria Fundação Hospitalar Santa Terezinha forneceu o tecido para o primeiro corte. O hospital aguarda a chegada dos próximos rolos de material, porém, devido à elevada procura em todo o País, muitas unidades de saúde estão com dificuldade para encontrar o produto. Por isso, agora, a campanha solidária entra em uma nova fase de busca por matéria-prima.
Quem quiser contribuir de alguma forma pode entrar em contato pelo telefone (54) 99621-7742. O IFRS conta com o apoio do Centro Tecnológico APL Polovest, do Sindicato das Indústrias do Vestuário do Alto Uruguai e de voluntários.
Comentários CORRIGIR TEXTO