Porto Alegre, segunda-feira, 30 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de março de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

SAÚDE

30/03/2020 - 17h25min. Alterada em 30/03 às 17h27min

Leite pede união dos entes federados e avalia alterar decretos de circulação no RS

Leite disse que quer evitar conflitos e pediu sintonia aos prefeitos gaúchos

Leite disse que quer evitar conflitos e pediu sintonia aos prefeitos gaúchos


REPRODUÇÃO/JC
Fernanda Crancio
Durante sua manifestação nas redes sociais, nesta segunda-feira (30), o governador Eduardo Leite pediu união dos entes federados no enfrentamento à pandemia da Covid-19 e disse que estuda a possibilidade de alterar decretos recentes e até vir a publicar novas regulamentações para unificar por região as restrições de circulação de pessoas, em resposta às críticas que vem recebendo de muitos prefeitos por conta das restrições adotadas. O governador pregou ainda sintonia com as prefeituras e pediu apoio dos gaúchos para evitar o aumento da disseminação do coronavírus no Estado.
Durante sua manifestação nas redes sociais, nesta segunda-feira (30), o governador Eduardo Leite pediu união dos entes federados no enfrentamento à pandemia da Covid-19 e disse que estuda a possibilidade de alterar decretos recentes e até vir a publicar novas regulamentações para unificar por região as restrições de circulação de pessoas, em resposta às críticas que vem recebendo de muitos prefeitos por conta das restrições adotadas. O governador pregou ainda sintonia com as prefeituras e pediu apoio dos gaúchos para evitar o aumento da disseminação do coronavírus no Estado.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
"Estabelecemos a linha que o governo busca percorrer, mas não queremos conflito, pelo contrário, queremos sintonia para evitar conflitos e confrontos. Vamos reunir o governo para alterar os próximos decretos, criar níveis por porte dos municípios, por regiões, incidência da doença, etc", revelou.
Leite voltou a dizer que todas as decisões governamentais estão embasadas na ciência e nas estatísticas apresentadas em relação aos números da pandemia em solo gaúcho e da resposta do sistema de saúde estadual e disse que o momento é de buscar a união dos ente federados e o apoio da sociedade para conter a disseminação do coronavírus. "Neste momento precisamos União de todos os ente federados. Não é hora de empenharmos responsabilidade e agirmos sem respaldo científico. É realmente grave o que estamos vivendo e necessitamos de apoio de toda a sociedade gaúcha", completou.