Porto Alegre, segunda-feira, 30 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de março de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Consumo

30/03/2020 - 15h32min. Alterada em 30/03 às 16h02min

Aplicativo Menor Preço tem busca por produtos mais consumidos na pandemia

App ganhou botão 'Prevenção Covid-19' com preços e locais de venda mais perto do consumidor

App ganhou botão 'Prevenção Covid-19' com preços e locais de venda mais perto do consumidor


PATRICIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC
Quem já conhece o aplicativo Menor Preço Nota Gaúcha vai gostar da nova facilidade e quem não conhece tem a chance de começar a usar. O app criado pela área de tecnologia da informação da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), que virou modelo para o País, ganhou um link ajustado aos tempos da pandemia de coronavírus.
Quem já conhece o aplicativo Menor Preço Nota Gaúcha vai gostar da nova facilidade e quem não conhece tem a chance de começar a usar. O app criado pela área de tecnologia da informação da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), que virou modelo para o País, ganhou um link ajustado aos tempos da pandemia de coronavírus.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
"Prevenção Covid-19" é o novo botão de acesso a dados de preços e disponibilidade nos estabelecimentos que emitem Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) e Notas Fiscais de Consumidor Eletrônicas (NFC-e).
Nesta nova área, a Sefaz reuniu os produtos que são hoje mais procurados pelos consumidores - álcool em gel, água sanitária, máscara e luvas. Uma vantagem é conseguir em tempo real comparar os valores e fazer a escolha. A sinalização de preços é feita com base nas compras mais recentes.
Outra novidade é que não é preciso ter cadastro e senha no programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) para fazer o acesso. Essa exigência foi suspensa temporariamente, segundo a Fazenda. 
Como funciona o aplicativo: o usuário pode clicar nas opções de segmentos, além dos itens essenciais na pandemia há também produtos dos mais diversos segmentos e combustíveis. Para pesquisar preços, basta inserir o nome do produto que deseja. O resultado apresenta as opções com tamanho, volume e peso (depende da medida) com a indicação da distância da oferta para o ponto onde está a pessoa e ainda há quanto tempo foi feita a compra. Para isso, é preciso permitir o rastreamento para ter a localização do celular. 
O Menor Preço é alimentado pelas compras que todos os consumidores fazem, desde que tenha emissão de nota fiscal. 
A Sefaz informa que nos próximos dias vai inserir no app uma lista de empresas que estão com entrega de seus produtos a domicílio e sua respectiva localização. "Essa iniciativa da Receita Estadual é fruto da parceria com a Fecomércio, Agas (supermercados) e Federasul e vai elencar empresas como minimercados, farmácias, padarias, ferragens, entre outros estabelecimentos", diz a Fazenda.
O Menor Preço é baixado de forma gratuita nas lojas da App Store e Google Play. Quem já tem o app baixado precisa atualizar a versão para poder visualizar a aba da Covid-19.
Outra novidade é quer será exibido o telefone do estabelecimento, caso as pessoas queiram verificar se o produto ainda está disponível, antes de se deslocar ao local. Com a maior procura, itens como álccol em gel têm sumido das prateleiras com muita frequência.