Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Aniversário de Porto Alegre. Dia do Cacau.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Estados Unidos

26/03/2020 - 08h21min. Alterada em 26/03 às 08h31min

Senado dos EUA aprova pacote de resgate estimado em US$ 2 trilhões

Trump tem ressaltado a importância do isolamento social neste momento nos EUA

Trump tem ressaltado a importância do isolamento social neste momento nos EUA


MANDEL NGAN / AFP/ JC
O Senado dos EUA aprovou o maior pacote de estímulos econômicos da história recente, enviando um projeto de lei estimado em US$ 2 trilhões para a Câmara de Representantes à medida que o Congresso busca dar a famílias e empresas americanas um escudo financeiro contra os efeitos devastadores da pandemia do novo coronavírus.
O Senado dos EUA aprovou o maior pacote de estímulos econômicos da história recente, enviando um projeto de lei estimado em US$ 2 trilhões para a Câmara de Representantes à medida que o Congresso busca dar a famílias e empresas americanas um escudo financeiro contra os efeitos devastadores da pandemia do novo coronavírus.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
Senadores aprovaram a proposta após virarem noites em negociações entre o governo de Donald Trump e lideranças partidárias. O líder da maioria democrata na Câmara, Steny Hoyer, disse após a aprovação que a Casa avaliará o projeto de lei na sexta-feira (27).
Se aprovada, a nova lei disponibilizaria empréstimos e outros desembolsos a uma larga fatia da economia, desde pagamentos diretos a americanos a até empréstimos a pequenas e grandes empresas.
A proposta também expande grandemente o seguro-desemprego para cobrir trabalhadores por conta própria e autônomos, além de repor os cofres estaduais e estender recursos adicionais a operadoras de plano de saúde.
O líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, equiparou a medida a "investimento de tempos de guerra". Ele acrescentou: "Não buscamos essa batalha (contra o coronavírus). Não a queríamos. Mas, agora, vamos vencê-la."
A presidente da Câmara de Representantes, a democrata Nancy Pelosi, disse a repórteres nesta quarta-feira esperar que a Casa debata o projeto de lei no plenário, em uma mudança de declarações anteriores sobre como ela gostaria que a matéria fosse aprovada por unanimidade, o que seria um procedimento inédito para um projeto de lei tão abrangente que poderia ser bloqueado por um congressista.