Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Aniversário de Porto Alegre. Dia do Cacau.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de março de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Agronegócios

Notícia da edição impressa de 25/03/2020. Alterada em 25/03 às 03h00min

Mais de 10,6 mil idosos saíram de casa em semana de vacinação contra a aftosa

Afagro defende a suspensão da campanha por conta da pandemia

Afagro defende a suspensão da campanha por conta da pandemia


/AFAGRO/DIVULGAÇÃO/JC
Em uma semana da campanha da vacinação antecipada contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul, mais de 42 mil pecuaristas já se deslocaram da zona rural até a cidade para comprar a vacina. Considerando os dados já lançados no Sistema de Defesa Agropecuária (SDA) da Secretaria da Agricultura, esse número representa 15% do total de produtores que precisam fazer a vacina no Estado - 277.389.
Em uma semana da campanha da vacinação antecipada contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul, mais de 42 mil pecuaristas já se deslocaram da zona rural até a cidade para comprar a vacina. Considerando os dados já lançados no Sistema de Defesa Agropecuária (SDA) da Secretaria da Agricultura, esse número representa 15% do total de produtores que precisam fazer a vacina no Estado - 277.389.
Segundo dados do Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 25% dos agricultores gaúchos têm 65 anos ou mais. Ou seja, dos 42.467 pecuaristas que já cumpriram com o que determinou a pasta, a estimativa é que em torno de 10,6 sejam idosos, os mais afetados com a disseminação do coronavírus. Em vários lugares - inclusive Porto Alegre -, os idosos estão sendo proibidos de sair de casa para que façam o isolamento social.
"Manter a campanha da vacinação contra a aftosa neste período de pandemia é ir contra todas as orientações do Ministério da Saúde", reafirma a fiscal estadual agropecuária Beatriz Scalzilli, vice-presidenta da Associação dos Fiscais Agropecuários do RS (Afagro). Há uma semana, a entidade vem alertando para os riscos e manifestando posição técnica contrária à manutenção do calendário atual da vacinação neste período de pandemia. Os dados, que se referem ao período de 16 a 23 de março, mostram o volume de pessoas que se aglomeraram, em todo o Estado, nas casas agropecuárias para adquirir a vacina e nas inspetorias de defesa agropecuária para comprovar a compra.
Ontem, a Secretaria da Agricultura decidiu manter a imunização do rebanho até 14 de abril. Já a comunicação da vacinação, que tinha prazo original de 22 de abril, será estendida até 30 de abril ou terá prazo mais elástico, conforme o andamento da pandemia. "Todos os prazos estão permanentemente sendo reavaliados", explica a chefe do Departamento de Saúde da Seapdr, Rosane Collares.