Porto Alegre, sábado, 17 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 17 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Governo Federal

- Publicada em 19h18min, 23/03/2020.

Bolsonaro muda o tom, parabeniza governadores e pede união contra coronavírus

No domingo, o presidente havia afirmado que "o povo saberá que foi enganado por esses governadores"

No domingo, o presidente havia afirmado que "o povo saberá que foi enganado por esses governadores"


ISAC NÓBREGA/PR/JC
Em videoconferência nesta segunda-feira (23) com governadores do Nordeste, que em sua grande parte compõem bloco de oposição ao governo federal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mudou o tom de enfrentamento e adotou um posicionamento conciliador.
Em videoconferência nesta segunda-feira (23) com governadores do Nordeste, que em sua grande parte compõem bloco de oposição ao governo federal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mudou o tom de enfrentamento e adotou um posicionamento conciliador.
> Acesse tudo sobre o coronavírus, o que é, contágio, prevenção e situação pelo mundo e no Brasil
Ele chegou a parabenizá-los pela cooperação e entendimento e falou da necessidade de união neste momento. Disse ainda que queria estabelecer diálogo com todos os estados. No domingo (22), o presidente havia afirmado: "O povo saberá que foi enganado por esses governadores e por grande parte da mídia nessa questão do coronavírus".
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
 
Durante a videoconferência, não houve momentos de tensão. Governadores nordestinos avaliaram o encontro virtual como uma reunião técnica em que o tom institucional e respeitoso foi mantido do início até o fim.
O presidente falou da importância de padronização dos decretos para enfrentar a doença. Ao ser questionado pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), o governo federal assegurou a ampliação do Bolsa Família.
"Falei da importância da necessidade de o governo federal assumir a condução do processo. Ele escutou os governadores e atendeu a todas as nossas colocações. Saí bastante otimista. É preciso agilizar as ações. Uma coisa é a decisão, outra é fazer acontecer", disse o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania).
Nesta segunda-feira, o presidente também anunciou uma série de medidas para auxiliar governos locais durante a pandemia.
O pacote inclui a suspensão da dívida de estados com a União no valor de R$ 12,6 bilhões.
Comentários CORRIGIR TEXTO