Porto Alegre, segunda-feira, 16 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Assembleia Legislativa

16/03/2020 - 16h16min. Alterada em 16/03 às 18h58min

Assembleia gaúcha suspende atividades por causa da pandemia de coronavírus

O Parlamento gaúcho formou ainda uma Comitê de Enfrentamento à propagação do Covid-19

O Parlamento gaúcho formou ainda uma Comitê de Enfrentamento à propagação do Covid-19


Joel Vargas/Agência ALRS/JC
Marcus Meneghetti
A partir desta segunda-feira (16), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul estará fechada ao público por conta da pandemia do coronavírus. Além dessa ação para tentar conter a proliferação do vírus, foram suspensas as sessões plenárias e as reuniões das comissões parlamentares até 23 de março - podendo ser prorrogado por mais tempo.
A partir desta segunda-feira (16), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul estará fechada ao público por conta da pandemia do coronavírus. Além dessa ação para tentar conter a proliferação do vírus, foram suspensas as sessões plenárias e as reuniões das comissões parlamentares até 23 de março - podendo ser prorrogado por mais tempo.
O Parlamento gaúcho formou ainda uma Comitê de Enfrentamento à propagação do Covid-19. O grupo é formado pelo presidente da Assembleia, Ernani Polo (PP); o vice-presidente, Zé Nunes (PT); parlamentares formados em medicina; entre outros.
Entre outras ações para tentar conter o vírus, a Assembleia autorizou o trabalho remoto dos servidores e parlamentares que pertencem aos grupos vulneráveis à doença - como por exemplo idosos acima de 65 anos, gestantes e  pessoas que foram submetidas a procedimentos cirúrgicos ou tratamentos que diminuam a imunidade.
Os parlamentares, servidores e demais colaboradores que apresentarem sintomas de infecção por Covid-19, devidamente comprovado, serão afastados administrativamente por até 14 dias, prorrogáveis mediante orientação médica. Quem regressou de viagem a países onde há transmissão comunitária do vírus, conforme boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde, também vai ser dispensado.
A deputada estadual Kelly Moraes apresentou alguns sintomas da doença no final de semana. Ela teve febre, falta de ar e dores no corpo. Foi internada e isolada em Santa Cruz do Sul. Foi liberada para aguardar o resultado dos exames em casa.