Porto Alegre, segunda-feira, 16 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Chile

Notícia da edição impressa de 16/03/2020. Alterada em 16/03 às 03h00min

Chile fecha escolas para deter avanço da epidemia

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou a suspensão de aulas em escolas por duas semanas, a partir de hoje para evitar a disseminação do coronavírus. O país tem 75 casos confirmados da infecção.
O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou a suspensão de aulas em escolas por duas semanas, a partir de hoje para evitar a disseminação do coronavírus. O país tem 75 casos confirmados da infecção.
Piñera ordenou ainda que, até o dia 30 de setembro, estão proibidas as escalas de cruzeiros de passageiros nos portos chilenos. Foram estabelecidas ainda aduanas sanitárias nas fronteiras terrestres, nas quais serão realizados exames médicos. Pessoas que ingressarem no país vindas de nações classificadas como de alto risco pela Organização Mundial da Saúde terão de fazer quarentena obrigatória de 14 dias.
A campanha de imunização contra a gripe também foi antecipada para começar nesta segunda-feira. Projeta-se vacinar 8 milhões de chilenos. O país tem 18 milhões de habitantes.