Porto Alegre, segunda-feira, 22 de novembro de 2021.
Dia do Músico.
Porto Alegre,
segunda-feira, 22 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Indústria

22/11/2021 - 16h07min. Alterada em 22/11 às 17h26min

Grupo francês investirá R$ 503 milhões em fábrica em Campo Bom

Verallia ampliará produção de embalagens de vidro para alimentos e bebidas na planta gaúcha

Verallia ampliará produção de embalagens de vidro para alimentos e bebidas na planta gaúcha


VERALLIA/DIVULGAÇÃO/JC
O grupo francês Verallia, terceiro maior produtor global de embalagens de vidro para alimentos e bebidas anunciou neste mês seu plano de investimentos para o Brasil. Serão destinados € 80 milhões (R$ 503,2 milhões) para a construção de um novo forno na planta que a indústria já opera em Campo Bom, no Vale do Sinos. A expectativa é de que a nova estrutura esteja em operação no final de 2023.
"Será um divisor de águas para o município. Foram algumas semanas de tratativas entre a administração municipal e a empresa, e dentre todas as cidades do Brasil nas quais a Verallia possui fábricas, conseguimos trazer esse investimento milionário para Campo Bom", destacou o prefeito Luciano Orsi, de acordo com informações publicadas pelo município.
Segundo a empresa, a ampliação permitirá a produção de 700 mil embalagens de vidro diariamente. Somada à capacidade já em operação na cidade, a Verallia terá um potencial de produção de 1,3 milhão de embalagens de vidro no Sul do Brasil. O investimento tem como principal objetivo atender o mercado nacional de vinhos e spirits.
“Esse investimento no Sul do Brasil já fazia parte do plano traçado para Verallia no Brasil. Soma-se a isso o fato de que a demanda do mercado acelerou a decisão, o que mostra que nossa estratégia está no caminho certo”, afirmou o diretor-geral da Verallia na América do Sul, Quintin Testa, em nota divulgada pela empresa.
Serão gerados 140 empregos diretos e 30 indiretos após a ampliação. Durante a obra, a estimativa é de que 1.000 pessoas sejam empregadas.
O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Campo Bom, Henrique Scholz, observa que se trata do maior investimento já feito em Campo Bom, além de um aporte histórico para a Verallia. "A empresa confiou em nossa cidade para dar mais este grande passo. Temos motivos de sobra para celebrar", conclui.
Ainda neste ano, a multinacional investiu € 60 milhões (R$ 377,4 milhões) na ampliação da sua planta em Jacutinga, Minas Gerais. Somados, em cinco anos, a Verallia terá investido quase R$ 1,5 bilhão nas operações no Brasil.

Falta de garrafas de vidro impacta produção no Vale dos Vinhedos

A falta de garrafas de vidro no mercado, principalmente após o início da pandemia, durante parte de 2020 e 20121, afetou diversos produtores dos municípios do Vale dos Vinhedos. Foi o caso da Cooperativa Aurora.
“Neste ano, a Aurora passou praticamente dois meses com as linhas paradas em função deste problema. Teríamos ultrapassado as 1 milhão de caixas de Keep Cooler neste ano, um recorde, caso não fosse a falta de garrafas”, conta Hemínio Ficagna, que atua há 33 anos na cooperativa, desde 2014 como diretor superintendente.
Segundo ele, a alternativa para 2022 seria preservar o vidro para a produção de vinhos finos e espumantes, e redistribuir a produção em outros recipientes, utilizando, por exemplo, material cartonado – as caixas de suco e leite, que podem ser usados para o suco de uva produzido pela cooperativa. A vinícola pretende lançar, no ano que vem, uma versão da Keep Cooler também em lata, bebida hoje comercializada em recipientes de vidro.
Comentários CORRIGIR TEXTO

EXPEDIENTE

2021