Porto Alegre, segunda-feira, 02 de dezembro de 2019.
Dia Nacional do Astrônomo. Dia do Samba. Dia Pan-Americano da Saúde.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

02/12/2019 - 12h44min. Alterada em 02/12 às 16h54min

Presidente da CMPC destaca investimento no Rio Grande do Sul

Mauricio Harge concedeu palestra durante abertura do Anuário de Investimentos

Mauricio Harge concedeu palestra durante abertura do Anuário de Investimentos


PATRÍCIA COMUNELLO /ESPECIAL/JC/
Patrícia Comunello
O diretor da CMPC, Mauricio Harger, projetou mais investimentos no Rio Grande do Sul e citou que, em 10 anos de chegada da companhia chilena ao Estado, investiu R$ 12 bilhões. O CEO é palestrante do evento que lança o Anuário de Investimentos de 2019, que foi publicado nesta segunda-feira (2) na edição impressa e nos canais digitais do Jornal do Comércio.
O maior aporte foi na expansão da planta de Guaíba. “Mas todo ano aportamos R$ 1,4 bilhão na compra de materiais e serviços. Deste aporte, R$ 1 bilhão fica no Estado, e metade em Guaíba”, diz Harger.
O CEO citou ainda que a companhia aplica R$ 30 milhões em projetos sociais. “É o maior projeto social corporativo no Estão”, destacou. Um dos novos projetos será a revitalização da orla do Guaíba, no lado da cidade onde fica a planta de celulose.
Na exposição que fez sobre a trajetória da companhia na economia local, o CEO citou que foram definidas novas metas de sustentabilidade nos próximos anos no País. "O grupo se comprometeu a conservar 100 hectare e reduzir em 50% as emissões de carbono e em 25% o uso de água nas suas instalações", pontuou Harger, lembrando que a unidade de Guaíba tem hoje 0% de resíduos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia