Porto Alegre, domingo, 01 de dezembro de 2019.
Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

INFRAESTRUTURA

29/11/2019 - 17h01min. Alterada em 29/11 às 17h01min

NC Energias Renováveis amplia capacidade de parque em Rio Grande

Complexo eólico Corredor do Senandes receberá acréscimo de 80 megawatts (MW) de potência

Complexo eólico Corredor do Senandes receberá acréscimo de 80 megawatts (MW) de potência


ACERVO ODEBRECHT/DIVULGAÇÃO/JC
O complexo eólico Corredor do Senandes, em Rio Grande, receberá um acréscimo de 80 megawatts (MW) de potência à capacidade atual de 108 MW, que equivale a cerca de 3% da demanda média de energia do Estado. O parque vendeu energia para o Sistema Interligado Nacional em leilão realizado em 2011, mas a ampliação será destinada a abastecer empresas pertencentes ao grupo controlador, o NC, que conta com várias companhias como a EMS, Brace Pharma (EUA) e NSC Comunicação (antiga RBS Santa Catarina).
O grupo adquiriu o parque gaúcho da Odebrecht Energia em 2016 e agora a Epcor Energia, desenvolvedora de empreendimento eólicos e fotovoltaicos, fará a ampliação do complexo. A empresa espera obter as licenças ambientais para iniciar as obras em 2020 e concluí-las em menos de um ano. A iniciativa deve absorver investimento de R$ 320 milhões.
  • Origem da empresa: Brasil
  • Cidade: Rio Grande
  • Investimento: R$ 320 milhões
  • Estágio: Anunciado
  • Previsão: Até 2021
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE