Porto Alegre, terça-feira, 19 de novembro de 2019.
Dia da Bandeira.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

17/11/2019 - 21h58min. Alterada em 19/11 às 17h39min

Marcopolo investe R$ 73,7 milhões em Caxias do Sul

Parte do valor foi para novo centro de fabricação de componentes e subconjuntos metálicos

Parte do valor foi para novo centro de fabricação de componentes e subconjuntos metálicos


MARCOPOLO/DIVULGAÇÃO/JC
A fabricante de carrocerias de ônibus Marcopolo investiu R$ 73,7 milhões em suas operações em Caxias do Sul nos nove primeiros meses de 2019. Deste total, R$ 72 milhões foram aplicados na unidade da Marcopolo, incluindo máquinas e equipamentos (R$ 50,3 milhões), prédios e benfeitorias (R$ 13,72 milhões), softwares e equipamentos de informática (R$ 6,7 milhões) e outras imobilizações (R$ 1,3 milhão). A controlada San Marino (Neobus), também em Caxias do Sul, recebeu R$ 1,7 milhão.
Parte significativa do valor foi aplicada no seu novo centro de fabricação de componentes e subconjuntos metálicos da Marcopolo. A nova unidade, que iniciou a operação em fevereiro deste ano e representa investimentos totais de cerca de R$ 70 milhões, unifica a produção de itens até então distribuída em diferentes plantas industriais.
Com 19,6 mil metros quadrados de área construída, o novo centro tem infraestrutura para receber equipamentos com tecnologias da indústria 4.0, sistemas de renovação de ar e revestimento que proporcionam maior conforto térmico, iluminação por LED com regulagem automática e instalações que facilitam o fluxo de pessoas e materiais com maior segurança.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE