Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 06 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO
COMENTAR | CORRIGIR

CONTEÚDO PUBLICITÁRIO

06/11/2019 - 08h30min. Alterada em 06/11 às 09h12min

Venda de milhas: quer começar? Veja o que você precisa saber

Experta Media
A venda de milhas pela internet é um negócio relativamente novo. Por isso, ainda pode gerar dúvidas para quem quer começar a fazer dinheiro vendendo suas milhas.
Nesse processo, são comuns questionamentos como: Qual a quantidade mínima de pontos para vender? Como é o processo de venda? Como escolher a melhor empresa para intermediar a negociação? E "posso vender milhas de qualquer programa?. Para solucionar estas e outras dúvidas, desenvolvemos o guia a seguir.
Qual a quantidade mínima de milhas para vender?
As plataformas de vendas de milhas começam a aceitar ofertas a partir de 3.500 pontos. Quem tiver mais do que essa quantidade pode ofertar quantidades maiores, ou seja, não é necessário começar pelo mínimo. Ter uma quantidade boa para vender - equivalente ao necessário para fazer uma viagem, por exemplo - é uma boa opção.
Posso vender milhas de qualquer programa?
Podem ser vendidas milhas dos três programas de fidelização em vigência no Brasil: Multiplus (Latam), Smiles (Gol) e TudoAzul (Azul). Vale lembrar que pontos de milhagem são adquiridos pelos consumidores por meio de compras e pagamento de anuidades em cartões de crédito, ou seja, não são benefícios ou prêmios.
Posso vender pontos do cartão de crédito?
É preciso transferir os pontos dos cartões de crédito para programas de milhagem e, aí sim, vendê-los. A transação é fácil e pode ser feita online, por telefone ou por aplicativo de celular, conforme seu banco ou seu programa de pontos. O ideal é ficar de olho se os programas de milhagem estão oferecendo bônus de transferência, pois a quantidade de pontos pode dobrar quando transformados em milhas.
Quanto devo cobrar pelas minhas milhas?
A cotação de milhas varia muito a cada dia e conforme o programa de milhagem. O mais indicado é escolher uma boa plataforma de venda de milhas e verificar, dia a dia, como anda a cotação. As plataformas mostram o preço médio de venda de pontos e indicam valores aproximados para quem quer vender mais rápido e para quem prefere esperar um pouco e lucrar mais. Como o vendedor pode mudar a quantidade de milhas e o valor que quer por elas, vale a pena estar sempre atento.
Como escolher a melhor empresa para negociar?
Há diversas plataformas de venda de milhas no mercado. A melhor forma de garantir que você escolheu a empresa certa é fazendo as seguintes perguntas sobre segurança e privacidade:
1) O site é seguro para quem vai vender?
2) O certificado de segurança na internet do site está atualizado?
3) O site dá garantias de que eu mesmo receber o valor pedido pelas milhas?
4) Qual a reputação da empresa?
Além dessas questões, vale verificar o contrato de uso da plataforma, o prazo para recebimento do valor pedido pelas milhas e a reputação da empresa no mercado. A MaxMilhas é a empresa líder e pioneira no mercado, tem atendimento 24 horas e já negociou mas de 40 bilhões de milhas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

Produzido por: