Porto Alegre, segunda-feira, 17 de janeiro de 2022.
Porto Alegre,
segunda-feira, 17 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Financeiro

- Publicada em 17/01/2022 às 14h36min.

Bolsas da Europa fecham em alta, em dia de feriado nos EUA e China no radar

O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou em alta de 0,70%, em 484,51 pontos

O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou em alta de 0,70%, em 484,51 pontos


/DIVULGAÇÃO/JC
Os mercados acionários da Europa tiveram dia positivo, em pregão com volumes menores em negociação por causa de feriado com mercados fechados nos Estados Unidos. O destaque no noticiário esteve por conta da China, que publicou indicadores importantes e ainda teve corte de juros pelo Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês).
Os mercados acionários da Europa tiveram dia positivo, em pregão com volumes menores em negociação por causa de feriado com mercados fechados nos Estados Unidos. O destaque no noticiário esteve por conta da China, que publicou indicadores importantes e ainda teve corte de juros pelo Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês).
O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou em alta de 0,70%, em 484,51 pontos.
O Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 8,1% em 2021, como previsto por analistas. No quarto trimestre, houve avanço de 4,0%, na comparação com igual período do ano anterior, um pouco abaixo do esperado. Além disso, foram divulgados dados oficiais mistos no país de produção industrial e vendas no varejo.
O PBoC, por sua vez, cortou juros, no que foi lido por analistas como uma medida de apoio à economia, que perde fôlego, em meio a novas ondas da Covid-19. A Capital Economics espera novos cortes de juros no curto prazo e ao longo do primeiro semestre deste ano.
A sinalização de apoio ao quadro por Pequim tende a apoiar a tomada de risco e pode ter beneficiado a Europa, mas sem euforia.
No noticiário local, Credit Suisse recuou 2,26% em Zurique, após o presidente de seu conselho deixar o cargo, e Unilever caiu 6,52% em Londres, após revelar no fim de semana ter feito uma oferta pela compra da GSK Consumer HealthCare, joint venture da GlaxoSmithKline (GSK) com a Pfizer.
Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,91%, em 7.611,23 pontos.
Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,32%, a 15.933,72 pontos.
Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 0,82%, a 7.201,64 pontos.
Em Milão, o FTSE MIB subiu 0,52%, a 27.688,56 pontos.
Na Bolsa de Madri, o IBEX 35 avançou 0,36%, a 8.838,70 pontos.
Já em Lisboa o índice PSI foi na contramão da maioria e recuou 0,04%, a 5.634,78 pontos.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO