Porto Alegre, quarta-feira, 12 de janeiro de 2022.
Aniversário da Caixa Econômica Federal.
Porto Alegre,
quarta-feira, 12 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 12/01/2022 às 10h40min.

Quase metade dos bares e restaurantes do RS ainda faturam menos do que antes da pandemia

Setor teme a retomada da restrição de atividades em função do aumento de casos de Covid

Setor teme a retomada da restrição de atividades em função do aumento de casos de Covid


Marcelo Camargo/Agência Brasil/JC
Pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) mostra que 47% dos bares e restaurantes gaúchos têm faturamento menor comparado ao período anterior à pandemia. Os dados apontam que 3 em cada 10 estabelecimentos conseguiram superar a receita alcançada em 2019.
Pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) mostra que 47% dos bares e restaurantes gaúchos têm faturamento menor comparado ao período anterior à pandemia. Os dados apontam que 3 em cada 10 estabelecimentos conseguiram superar a receita alcançada em 2019.
Mesmo com uma melhora no desempenho que vem sendo registrada aos poucos no setor, o cenário atual é de preocupação para os estabelecimentos que têm 20% dos funcionários afastados por gripe ou Covid toda semana desde dezembro. A presidente da Abrasel no RS, Maria Fernanda Tartoni, diz que os empresários do segmento estão com a esperança de que os negócios melhorem, mas atentos a esse novo momento e os seus desdobramentos.
“O setor está em recuperação, mas ainda com incertezas e inseguranças pelo momento da pandemia”, aponta Maria Fernanda. A presidente da Abrasel no RS tem esperança que não ocorram novas restrições a atividades como já vem sendo registrado em outras cidades brasileiras. “Não podemos ter mais um retrocesso como esse”, diz Maria Fernanda.
De acordo com dados da Abrasel, a atividade de gastronomia ficou impedida de operar no Rio Grande do Sul entre março e maio de 2020, fechando novamente em junho e reabrindo em agosto. No ano passado, em função de novas medidas para conter o avanço da pandemia, os estabelecimentos fecharam no final de fevereiro em abriram em abril. Nestas ocasiões, era permitido o funcionamento no modelo de pegue e leve e tele-entrega.
A presidente da Abrasel no RS projeta um grande ano em 2022 para o setor e destaca que a expectativa é que as empresas deixem de trabalhar no prejuízo e consigam equilibrar suas contas.
Outro fator que teve um destaque no ano passado para o ramo de gastronomia foi a geração de emprego. A pesquisa da entidade aponta que 15% dos estabelecimentos contrataram em dezembro em relação a novembro. Para o primeiro semestre de 2022, 24% dos empresários têm a expectativa de empregar novos funcionários. Maria Fernanda explica que a tendência é de uma estabilização no aumento de postos de trabalho devido à migração para o litoral e de uma retomada a partir de março.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO