Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Economia

- Publicada em 10 de Janeiro de 2022 às 16:02

Indice de produção industrial está acima da média no RS

Pesquisa da Fiergs de novembro mostra crescimento também no mercado de trabalho

Pesquisa da Fiergs de novembro mostra crescimento também no mercado de trabalho


JON KLINE/DIVULGAÇÃO/JC
A Sondagem Industrial RS, divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), nessa segunda-feira (10), revela que o índice de produção chegou a 54,1 pontos em novembro de 2021, o sétimo crescimento consecutivo, um desempenho bem superior à estabilidade sugerida pelo comportamento histórico do mês (50,5). No mercado de trabalho, a 17ª expansão seguida do emprego industrial, com 52,5 pontos, se dá num período em que tradicionalmente o emprego diminui no estado, com média do mês em 48,8.
A Sondagem Industrial RS, divulgada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), nessa segunda-feira (10), revela que o índice de produção chegou a 54,1 pontos em novembro de 2021, o sétimo crescimento consecutivo, um desempenho bem superior à estabilidade sugerida pelo comportamento histórico do mês (50,5). No mercado de trabalho, a 17ª expansão seguida do emprego industrial, com 52,5 pontos, se dá num período em que tradicionalmente o emprego diminui no estado, com média do mês em 48,8.
“O ambiente industrial ainda é um pouco incerto em relação ao abastecimento por causa dos custos dos insumos, que continuam elevados, mas a utilização da capacidade instalada em 75% no penúltimo mês do ano passado confirma o reaquecimento da atividade”, enfatiza o presidente da Fiergs, Gilberto Petry, lembrando que este resultado é 2,4 pontos percentuais acima da média de novembro.
Os índices da Sondagem variam de zero a cem pontos, e acima de 50, denotam crescimento ante o mês anterior. A utilização da capacidade instalada (UCI) em relação à usual chegou a 50,7 pontos, revelando UCI acima do usual.
O destaque negativo em novembro de 2021 ficou com os estoques de produtos finais, que cresceram em relação a outubro e continuaram em excesso pelo segundo mês. Ficaram acima dos 50 pontos tanto o índice de evolução mensal, 51,3 pontos, como em relação ao planejado pelas empresas, 51,1, mostrando acúmulo de estoques.
As expectativas da indústria gaúcha para os próximos seis meses permanecem otimistas, aponta a pesquisa realizada entre 1º e 13 de dezembro. Os índices variam de zero a cem pontos e todos continuam acima de 50, mostrando que os empresários esperam crescimento da demanda (56,1 pontos), do emprego (54,1), das compras de matérias-primas (54,2) e das exportações (53,9).
Também a intenção de investir aumentou ligeiramente, para 59,9 pontos, mantendo-se bem acima da média histórica de 50,4. Em dezembro, quase dois terços (64,2%) das empresas têm intenção de investir, ante 35,8% que não demostram tal disposição.
A Sondagem foi realizada com 212 empresas, sendo 47 pequenas, 66 médias e 99 grandes.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO