Porto Alegre, quarta-feira, 27 de outubro de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 27 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Balanço

- Publicada em 27/10/2021 às 09h22min.

Gerdau: lucro líquido no 3º trimestre chega a R$ 5,594 bi, alta de 604% em 1 ano

Na comparação com o segundo trimestre deste ano, a alta foi de 19%

Na comparação com o segundo trimestre deste ano, a alta foi de 19%


GERDAU/DIVULGAÇÃO/JC
O lucro líquido da Gerdau no terceiro trimestre deste ano chegou a R$ 5,594 bilhões, um aumento de 604% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação ao segundo trimestre, a alta foi de 42%.
O lucro líquido da Gerdau no terceiro trimestre deste ano chegou a R$ 5,594 bilhões, um aumento de 604% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação ao segundo trimestre, a alta foi de 42%.
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado atingiu R$ 7,023 bilhões, um avanço de 228% ante o mesmo período de 2020. Na comparação com o segundo trimestre deste ano, a alta foi de 19%.
Já a receita líquida ficou em R$ 21,317 bilhões, aumento de 74% em relação ao mesmo período do ano passado e 11% na comparação com trimestre imediatamente anterior. A expansão acompanha a maior receita por tonelada vendida, reflexo do momento favorável da indústria do aço combinado com o portfólio de produtos de maior valor agregado otimizado pela companhia nos últimos anos.
No terceiro trimestre, a produção de aço bruto apresentou aumento em relação ao mesmo período do ano passado acompanhando os maiores volumes vendidos nas principais operações de negócios da Companhia. A Gerdau, no trimestre, manteve a utilização da capacidade de produção em torno de 80%, melhor nível desde 2018, "indicando demanda saudável em suas principais operações".
As vendas de aço no terceiro trimestre foram superiores às registradas no mesmo período de 2020, alinhadas à retomada dos principais setores consumidores nos países onde a companhia mantém suas operações. Em relação ao segundo trimestre, a produção de aço bruto e as vendas de aço apresentaram estabilidade, dando sequência ao bom momento vivenciado no trimestre anterior.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO