Porto Alegre, domingo, 10 de outubro de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 10 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

MEMÓRIA

- Publicada em 10/10/2021 às 17h49min.

Morre em São Borja o vice-presidente da Fecomércio-RS, Ibrahim Mahmud

Empresário, que também presidia o Sindilojas São Borja, deixa esposa, três filhos e seis netos

Empresário, que também presidia o Sindilojas São Borja, deixa esposa, três filhos e seis netos


FECOMERCIO RS/DIVULGAÇÃO/JC
Vice-presidente da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio do Sul (Fecomércio-RS) e presidente do Sindicato dos Lojistas de São Borja (Sindilojas São Borja), Ibrahim Mahmud morreu neste sábado (9), aos 74 anos, em decorrência de complicações de uma cirurgia. Natural de Hebrom, cidade palestina da Cisjordânia, o empresário estava no Brasil há 56 anos, e desde 1967 radicado em São Borja.
Vice-presidente da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio do Sul (Fecomércio-RS) e presidente do Sindicato dos Lojistas de São Borja (Sindilojas São Borja), Ibrahim Mahmud morreu neste sábado (9), aos 74 anos, em decorrência de complicações de uma cirurgia. Natural de Hebrom, cidade palestina da Cisjordânia, o empresário estava no Brasil há 56 anos, e desde 1967 radicado em São Borja.
Reconhecido no meio empresarial e liderança de destaque não apenas na região de São Borja, Mahmud tinha mais de 50 anos de dedicação ao comércio e ao empreendedorismo gaúcho, pautas que defendia e pelas quais atuava incansavelmente. Segundo infomações da Fecomércio-RS, ele foi o idealizador do Congresso de Relações Sindicais e Trabalho da Fecomércio-RS, um evento de repercussão nacional, que chega à sua quinta edição no próximo dia 21 de outubro.
Luiz Carlos Bohn, presidente da entidade, que se deslocou para os atos fúnebres em São Borja, lembra com carinho do amigo e parceiro de anos. “Ibrahim era único. Ele deixa um legado não só para o comércio, mas, para todos que com ele conviviam. Foi um líder exemplar e interlocutor não só para o setor onde atuava, mas, para diversas áreas e segmentos. Seu enorme legado ficará marcado na memória de todos e seguirá impactando a vida das empresas para sempre”, disse Bohn.
Mahmud abriu sua primeira loja em São Borja em 1967, no Centro da cidade, e em 1976 instalou a loja Magazine Bandeirante na rua General Osório, 1373, também no Centro, onde funciona até hoje. Casado desde a década de 1970 com Neuza, deixa também os filhos Fares, Gebran e Laila, e seis netos, Ibrahim, Lucas, Gabriel, Yasmin, João Pedro e Luiz Artur.
O empresário iniciou sua trajetória como liderança do setor à frente de entidades como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de São Borja, onde atuou por 12 anos. De 1989 a 1996, foi presidente da Associação Comercial de São Borja (Acisb) e, assumiu a presidência do Sindilojas da cidade em 1996, onde permanecia até então. Desde 2001, Mahmud era vice-presidente da Fecomércio-RS, por onde também atuava como delegado e conselheiro na Confederação Nacional do Comércio (CNC).
Entre as honrarias recebidas ao longo da sua trajetória, destaque para o título de Cidadão São-Borjense, a Comenda Aparício Mariense e, em âmbito estadual, a Medalha do Mérito Farroupilha.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO