Porto Alegre, sábado, 09 de outubro de 2021.
Dia Mundial dos Correios.
Porto Alegre,
sábado, 09 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

EMPRESAS

- Publicada em 09/10/2021 às 18h58min.

Volkswagen coloca R$ 200 mi em fundo ESG da XP

O aporte representa 7% do patrimônio de R$ 3 bilhões da entidade de previdência complementar criada em 1984

O aporte representa 7% do patrimônio de R$ 3 bilhões da entidade de previdência complementar criada em 1984


RONNY HARTMANN/AFP/JC
Primeira montadora no Brasil a criar uma aplicação financeira ligada a valores ambientais, sociais e de governança, a Volkswagen fez um aporte de R$ 200 milhões em um fundo exclusivo em parceria com a XP. O fundo foi batizado de Taos ESG, em referência ao mais recente utilitário-esportivo (SUV) lançado pela marca.
Primeira montadora no Brasil a criar uma aplicação financeira ligada a valores ambientais, sociais e de governança, a Volkswagen fez um aporte de R$ 200 milhões em um fundo exclusivo em parceria com a XP. O fundo foi batizado de Taos ESG, em referência ao mais recente utilitário-esportivo (SUV) lançado pela marca.
O recurso pertence à Volkswagen Previdência Privada (VWPP), entidade fechada sem fins lucrativos que administra dois planos previdenciários (aposentadoria e pecúlio). A VWPP tem aproximadamente 22 mil participantes, todos funcionários do grupo que envolve Audi, Volkswagen Caminhões e Ônibus, Man Energy Solutions, Volkswagen do Brasil e Volkswagen Serviços Financeiros.
O aporte representa 7% do patrimônio de R$ 3 bilhões da entidade de previdência complementar criada em 1984, mas o plano da empresa é ir além dessa participação no futuro. Segundo Pablo Di Si, presidente da Volkswagen América Latina, a empresa é, há 30 anos, a principal patrocinadora da VWPP, que tem 85% do patrimônio pertencentes aos seus funcionários.
"Investir o dinheiro dos funcionários, com prêmio superior e, acima de tudo, em empresas com fundos sustentáveis, é um grande avanço", afirma Di Si. Ele ressalta que a iniciativa está alinhada com as ações que a marca vem fazendo mundialmente e tem relação com a estratégia de descarbonização da cadeia completa do negócio do grupo até 2050.
Melhores ganhos. Ciro Possobom, vice-presidente do Conselho Deliberativo da VWPP, afirma que, além de melhor rentabilidade, atualmente os participantes e investidores do fundo são motivados pelo apelo dos ativos sustentáveis.
Ele afirma que a entidade vai buscar rentabilidade de CDI + 1,5%. Antes, o montante estava aplicado em um fundo que rendia CDI + 0,5%.
Possobom informa ainda que o Taos ESG vai investir em 14 outros fundos dos mercados nacional e internacional, com ativos em crédito privado, debêntures, CDBs e letras financeiras de empresas ligadas a projetos de ESG.
Para Guilherme Benchimol, fundador e presidente executivo do Conselho de Administração da XP Inc., a parceria com a Volkswagen vai servir de exemplo para que outras empresas sigam nessa direção. Ressalta, contudo, que "a responsabilidade não é só do empresário e do mercado de capitais, mas do consumidor, por exemplo ao comprar produtos de empresas comprometidas em deixar o mundo melhor".
A ação da VW em parceria com a XP, que vai administrar o fundo, segue uma tendência de mercado em que investidores institucionais (fundos de pensão) estão sendo incentivados a fazer este tipo de investimento, que leva em consideração uma economia mais verde e uma indústria mais responsável com a redução das emissões de carbono no meio ambiente.
Hoje, os fundos de pensão detêm em aplicações 14% do PIB brasileiro, ou seja, R$ 1,1 trilhão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO